Como suspira o veado pelas correntes das águas,
assim minha alma suspira por Vós, Senhor.
Minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo:
quando irei contemplar a face de Deus?
Enviai a vossa luz e verdade,
sejam elas o meu guia e me conduzam
à vossa montanha santa e ao vosso santuário.
E eu irei ao altar de Deus,
a Deus que é a minha alegria.
Ao som da cítara Vos louvarei, Senhor, meu Deus.


Livros recomendados

Como Defender a Fé Sem Levantar a VozA Inquisição – Um Tribunal de MisericórdiaFé, Verdade, Tolerância: O Cristianismo e as Grandes Religiões do Mundo





Comentários no Facebook:

comments