Pecámos como os nossos pais,
fizemos o mal e praticámos a impiedade.
Os nossos pais, quando estavam no Egipto, não entenderam as tuas maravilhas nem tiveram presente a imensidade do teu amor; revoltaram-se junto ao Mar dos Juncos.
Fizeram um bezerro no Horeb
e adoraram um ídolo de metal fundido.
Trocaram a sua glória
pela figura de um boi que come feno.
Esqueceram a Deus que os salvara,
que realizara prodígios no Egipto,
maravilhas na terra de Cam,
feitos gloriosos no Mar Vermelho.


Livros recomendados

1964 — O ELO PERDIDO – O Brasil nos arquivos do serviço secreto comunistaO Dom da CuraMaria, a mãe de Jesus





Comentários no Facebook:

comments