Hoje a Virgem Mãe introduz o Senhor do Templo no Templo do Senhor. José também conduz ao Senhor esse filho que não é o seu, mas o Filho bem amado no qual Deus pôs toda a sua complacência (Mt 3,17). Simeão, o justo, reconhece aquele por quem esperava; Ana, a viúva, louva-O. Uma primeira procissão foi celebrada nesse dia por estas quatro personagens, uma procissão que, mais tarde, seria celebrada em júbilo pelo universo inteiro. […] Não vos espanteis por esta procissão ser tão pequena, pois que bem pequeno é também aquele que o Templo recebe. Mas neste local não há pecadores: todos são justos, todos são santos, todos são perfeitos.

Só a esses salvarás, Senhor? O teu corpo vai crescer, a tua ternura, também crescerá. […] Vejo agora uma segunda procissão, em que o Senhor é precedido e seguido pelas multidões; já não é a Virgem que O leva, mas um jumentinho. Ele não menospreza, portanto, nenhum daqueles que envergarem as vestes dos apóstolos (Mt 21,7): a sua doutrina, os seus costumes e a caridade que cobre uma quantidade de pecados (1Ped 4,8). Mas irei mais longe e direi que também a nós Ele reservou um lugar nessa procissão. […] David, rei e profeta, rejubilou ao ver esse dia: «Viu-o e encheu-se de alegria» (Jo 8,56); senão, não teria cantado «Recebemos, ó Deus, a tua misericórdia no teu Templo» (Sl 47,8). David recebeu essa misericórdia do Senhor, Simeão recebeu-a, e nós também a recebemos, como todos aqueles que são predestinados à vida, pois «Cristo é o mesmo ontem, hoje e para sempre» (Heb 13,8). […}

Abracemos, portanto, essa misericórdia que recebemos no Templo e, tal como a bem-aventurada Ana, não nos afastemos dele. Pois «o Templo de Deus é santo, e esse Templo sois vós» diz o apóstolo Paulo (1Cor 3,17). Está perto de vós essa misericórdia; «está perto de vós a palavra de Deus, na vossa boca e no vosso coração» (Rom 10,8). Pois não é verdade que Cristo habita em vossos corações pela fé (Ef 3,17)? Eis o seu Templo, eis o seu trono. […] Sim, é no coração que recebemos a misericórdia, é no coração que habita Cristo, é no coração que Ele murmura palavras de paz ao seu povo, aos seus santos, a todos aqueles que se recolhem ao seu coração.




Comentários no Facebook:

comments