«Dizei a todos os que têm o coração despedaçado: Tomai coragem e não tenhais medo. […] O próprio Deus virá salvar-vos» (Is 35, 4). Esta profecia realizou-se. Seja-me pois permitido gritar de júbilo: Alegrai-vos, filhos de Adão, alegrai-vos; deixai para trás todo o desalento! Perante a vossa fraqueza e a vossa incapacidade de resistir a tantos inimigos, «não tenhais medo, o próprio Deus virá salvar-vos». Como é que Ele veio salvar-vos? Dando-vos a força necessária para enfrentar e ultrapassar todos os obstáculos que se opõem à vossa salvação. E como é que o Redentor vos deu essa força? Fazendo-Se fraco, de forte e todo-poderoso que era; Ele tomou sobre Si toda a nossa fraqueza, e comunicou-nos a sua força. […]

Deus é todo-poderoso: «Senhor», clamava Isaías, «quem resistirá à força do teu braço?» (40, 10). […] Mas as feridas feitas no homem pelo pecado tinham-no enfraquecido tanto que ele era incapaz de resistir aos seus inimigos. O que fez o Verbo eterno, o que fez a palavra de Deus? De forte e todo-poderoso que era, tornou-Se fraco; revestiu-Se da fraqueza corporal do homem para dar ao homem, pelos seus méritos, a força de alma necessária […]; tornou-Se criança […]; e no fim da sua vida, no Jardim das Oliveiras, foi carregado de laços, dos quais não Se pode libertar. No Sinédrio, foi preso à coluna para ser flagelado. Depois, com a cruz aos ombros, caiu várias vezes no caminho por falta de forças. Pregado na cruz, não conseguiu libertar-Se. […] E nós somos fracos? Ponhamos a nossa confiança em Jesus Cristo e seremos todo-poderosos: «Tudo posso naquele que me dá força» dizia o apóstolo Paulo (Fil 4,13). Eu sou todo-poderoso, não pelas minhas forças, mas pelas forças que me foram dadas pelos méritos do meu Redentor.


Livros recomendados

O Cristão Bem Formado – 2ª EdiçãoSete Mentiras Sobre a Igreja CatólicaUm Olhar que Cura: Terapia das Doenças Espirituais





Comentários no Facebook:

comments