«Uma voz clama no deserto: preparai o caminho do Senhor, endireitai as veredas do nosso Deus» (Is 40,3). Declara abertamente o profeta Isaías que não é em Jerusalém, mas no deserto, que se há de realizar esta profecia, isto é, a manifestação da glória do Senhor e o anúncio da salvação para toda a humanidade. E tudo isto se cumpriu historicamente e à letra quando João Batista pregou o advento salvador de Deus no deserto do Jordão, onde se manifestou a salvação de Deus. De facto, Cristo manifestou-Se e a sua glória apareceu claramente a todos. […]

Tudo isto se dizia porque Deus havia de vir ao deserto, intransitável e inacessível desde sempre, que era a humanidade. Com efeito, todo o género humano era um deserto totalmente fechado ao conhecimento de Deus, e nele não podiam entrar os justos de Deus nem os profetas. É por isso que aquela voz manda abrir caminho para o Verbo de Deus, e aplanar os seus obstáculos e asperezas, a fim de que o nosso Deus possa entrar quando vier. […]

«Sobe ao vértice do monte elevado, tu que anuncias a boa nova a Sião! Ergue vigorosamente a tua voz, tu que anuncias a boa nova a Jerusalém» (Is 40,9) […] Qual é esta Sião, senão a que antes foi chamada Jerusalém? […] Não será isto uma maneira de designar o grupo dos apóstolos, escolhidos de entre o povo antigo? Não se tratará daquela que recebeu em herança a salvação de Deus […], que está situada no vértice, quer dizer, fundada sobre o Verbo, o Filho único de Deus? Na verdade, foi a ela que foi ordenado […] que anunciasse a todos os homens a boa nova da salvação.  





Livros Recomendados

Dons de Ciência e SabedoriaVida de conversão de Santo AntãoCristianismo & Cultura Clássica

Apoia-se: Seja um apoiador da Bíblia Católica Online.

Comentários no Facebook:

comments