Defendei-me, Senhor; Vós sois o meu refúgio.
Digo ao Senhor: “Tu és o meu Deus.”
Os que seguem deuses estranhos redobram as suas penas.
Não serei eu a fazer-lhes libações de sangue,
nem a invocar seus nomes com os meus lábios.
Senhor, porção da minha herança,
está nas vossas mãos o meu destino.
O Senhor está sempre na minha presença,
com Ele a meu lado não vacilarei.
Dar-me-eis a conhecer os caminhos da vida,
alegria plena em vossa presença,
delícias eternas à vossa direita.


Livros recomendados

A Conjuração Anticristã – O Templo Maçônico Que Quer Se Erguer Sobre As Ruínas da Igreja CatólicaO Diabo, Lutero e o ProtestantismoSuma Teológica (5Vols. – Completa)





Comentários no Facebook:

comments