Naquele tempo, Jesus chegou a casa com os seus discípulos. E de novo acorreu tanta gente, que eles nem sequer podiam comer.Ao saberem disto, os parentes de Jesus puseram-se a caminho para O deter, pois diziam: «Está fora de Si».Os escribas que tinham descido de Jerusalém diziam: «Está possesso de Belzebu», e ainda: «É pelo chefe dos demónios que Ele expulsa os demónios».Mas Jesus chamou-os e começou a falar-lhes em parábolas: «Como pode Satanás expulsar Satanás?Se um reino estiver dividido contra si mesmo, tal reino não pode aguentar-se.E se uma casa estiver dividida contra si mesma, essa casa não pode durar.Portanto, se Satanás se levanta contra si mesmo e se divide, não pode subsistir: está perdido.Ninguém pode entrar em casa de um homem forte e roubar-lhe os bens, sem primeiro o amarrar: só então poderá saquear a casa.Em verdade vos digo: Tudo será perdoado aos filhos dos homens: os pecados e blasfémias que tiverem proferido;mas quem blasfemar contra o Espírito Santo nunca terá perdão: será réu de pecado para sempre».Referia-Se aos que diziam: «Está possesso dum espírito impuro».Entretanto, chegaram sua Mãe e seus irmãos, que, ficando fora, O mandaram chamar.A multidão estava sentada em volta d’Ele, quando Lhe disseram: «Tua Mãe e teus irmãos estão lá fora à tua procura».Mas Jesus respondeu-lhes: «Quem é minha Mãe e meus irmãos?».E, olhando para aqueles que estavam à sua volta, disse: «Eis minha Mãe e meus irmãos.Quem fizer a vontade de Deus esse é meu irmão, minha irmã e minha Mãe».Da Bíblia Sagrada – Edição dos Franciscanos Capuchinhos – www.capuchinhos.orgPara receber todas as manhã o Evangelho por correio electrónico, inscreva-se:evangelhoquotidiano.org