Naquele tempo, Jesus, depois de ser aclamado pela multidão, entrou em Jerusalém e foi ao templo. Observou tudo à sua volta e, como já era tarde, saiu para Betânia com os Doze.No dia seguinte, quando saíam de Betânia, Jesus sentiu fome.Viu então de longe uma figueira com folhas e foi ver se encontraria nela algum fruto. Mas, ao chegar junto dela, nada encontrou senão folhas, pois não era tempo de figos.Então, dirigindo-Se à figueira, disse: «Nunca mais alguém coma do teu fruto». E os discípulos escutavam.Chegaram a Jerusalém. Quando Jesus entrou no templo, começou a expulsar os que ali vendiam e compravam: derrubou as mesas dos cambistas e os bancos dos vendedores de pombase não deixava ninguém levar nada através do templo.E ensinava-os, dizendo: «Não está escrito: “A minha casa será chamada casa de oração para todos os povos”? E vós fizestes dela um covil de ladrões».Os príncipes dos sacerdotes e os escribas souberam disto e procuravam maneira de o fazer morrer. Mas temiam Jesus, porque toda a multidão andava entusiasmada com a sua doutrina. Ao cair da noite, Jesus e os discípulos saíram da cidade.Na manhã seguinte, ao passarem perto da figueira, os discípulos viram-na seca até às raízes.Pedro recordou-se do que tinha acontecido na véspera e disse a Jesus: «Olha, Mestre. A figueira que amaldiçoaste secou».Jesus respondeu: «Tende fé em Deus.Em verdade vos digo: Se alguém disser a este monte: “Tira-te daí e lança-te no mar”, e não hesitar em seu coração, mas acreditar que se vai cumprir o que diz, assim acontecerá.Por isso vos digo: Tudo o que pedirdes na oração, acreditai que já o recebestes e assim sucederá.E quando estiverdes a orar, se tiverdes alguma coisa contra alguém, perdoai, para que o vosso Pai que está nos Céus vos perdoe também as vossas faltas.Da Bíblia Sagrada – Edição dos Franciscanos Capuchinhos – www.capuchinhos.orgPara receber todas as manhã o Evangelho por correio electrónico, inscreva-se:evangelhoquotidiano.org