Nós Te damos graças, Pai das luzes (Tg 1,17), por nos teres chamado das trevas para a tua luz admirável (1Pe 2,9). Nós Te damos graças por teres, pela tua palavra, feito brilhar a luz nas trevas, e a teres feito luzir nos nossos corações, para nos iluminar com o conhecimento do rosto de Cristo Jesus (2Cor 4,6). Sim, a verdadeira luz – mais do que isso, a vida eterna – consiste em Te conhecer, a Ti, único Deus, e ao teu enviado, Jesus Cristo.

Nós Te conhecemos, uma vez que conhecemos Jesus, porque o Pai e o Filho são um (Jo 10,30). Nós Te conhecemos pela fé, é verdade, e temo-la como garantia segura do conhecimento na visão. De agora até lá, contudo, aumenta a nossa fé (Lc 17,5), conduz-nos de fé em fé, de claridade em claridade, como que sob a moção do teu Espírito, para que penetremos cada dia mais nas profundezas da luz. Assim, a nossa fé crescerá, a nossa ciência tornar-se-á mais rica, a nossa caridade mais fervorosa e mais universal, até que a fé nos conduza ao face a face.




Comentários no Facebook:

comments