VATICANO, 04 Mai. 07 (ACI) .- Ao receber os bispos da Conferência Episcopal Internacional dos Santos Cirilo e Metodio que agrupa os católicos de rito latino e bizantino da Macedônia, Montenegro e Servia com Kosovo, o Papa Bento XVI recordou que o Senhor Jesus deseja que a Igreja seja a casa que acolha todos.

O Pontífice saudou os bispos recordando que vinham “de países diversos, com etnias, culturas e línguas diferentes, mas cujas comunidades eclesiásticas se acomunam na mesma fé em Cristo ressuscitado que nos transmitiram os apóstolos”.

“Os diversos países e contextos sociais e religiosos em que se situam seus fiéis -prosseguiu- comportam não poucas repercussões em sua vida cristã”, como “o matrimônio entre cônjuges de religião ou confissão distinta, que exige uma atenção espiritual especial e uma cooperação mais harmoniosa com as outras Igrejas cristãs”, ou “a educação religiosa das novas gerações” e “a formação dos sacros ministros e seu acompanhamento espiritual em um contexto pluri-confessional”.

O Santo Padre recordou que é necessário ajudar os seminaristas “a cultivar uma relação íntima com Jesus se querem cumprir plenamente sua missão e não considerar-se simples ‘funcionários’ de uma organização eclesiástica. O sacerdote está totalmente a serviço da Igreja, organismo vivo e espiritual cuja energia não procede de elementos nacionalistas, étnicos ou políticos, mas sim da ação de Cristo presente em seus ministros”.

O Papa Bento XVI destacou que “o Senhor quis que sua Igreja estivesse aberta a todos” e que “no curso dos séculos, a Tradição manteve inalterável seu caráter universal enquanto se propagava e entrava em contato com línguas, raças, nacionalidades e culturas diferentes”.

O Papa animou em seguida os bispos a serem “levedura evangélica que fermenta a sociedade” e a implicar em sua tarefa a “cada um dos membros do Povo de Deus, utilizando todos os meios de formação cristã disponíveis, postos a ponto nos diversos idiomas da população”, convencidos de que “uma ação pastoral compartilhada dessa forma redundará também de forma benéfica no âmbito civil”.

Veja tambem  A Presença Real de Cristo na Eucaristia – Parte 7

Realidade européia

O Santo Padre recordou ainda aos bispos que “a Providência pôs seus povos no contexto de um continente europeu em transformação. É um processo histórico do que as Igrejas se sentem partícipes”, mas “não faltam os obstáculos” como “a escassez de meios devido à situação econômica e a exigüidade das forças católicas”. Tampouco é fácil “esquecer a onerosa herança de mais de quarenta anos de pensamento único que causaram comportamentos sociais pouco favoráveis à liberdade e a responsabilidade pessoal e ao mesmo tempo é difícil resistir às tentações do materialismo ocidental”.

Não desanimem!“, concluiu o Santo Padre, recordando também aos prelados que o Senhor os colocou “em estreito contato com nossos irmãos ortodoxos: como membros de um Corpo único, procurem toda colaboração possível ao serviço do único Reino de Deus. Que não falte a disponibilidade a colaborar também com outras confissões cristãs e com toda pessoa de boa vontade para promover quanto seja útil para a difusão do Evangelho”.





Livros Recomendados

O Inferno e Seus TormentosDons de Ciência e SabedoriaDora del Hoyo – Uma Luz Humilde e Resplandecente

Apoia-se: Seja um apoiador da Bíblia Católica Online.

Comentários no Facebook:

comments