“Havendo perigo próximo para a fé, os prelados devem ser arguidos, até mesmo publicamente, pelos súditos. Assim, São Paulo, que era súdito de São Pedro, arguiu-o publicamente, em razão de um perigo iminente de escândalo em matéria de Fé. E, como diz a Glosa de Santo Agostinho, “o próprio São Pedro deu o exemplo aos que governam, a fim de que estes afastando-se alguma vez do bom caminho, não recusassem como indigna uma correção vinda mesmo de seus súditos” (ad Gal 2, 14)” (Santo Tomás de Aquino, “Suma Theol.”, II-II, 33, 4, 2).

Nos últimos dias acompanhamos muitas manifestações e notas públicas a respeito das atitudes envolvendo CNBB, como as notas de Dom Rifan e Padre Paulo Ricardo.
Eis aqui meu posicionamento acerca do assunto.

CNBB: (61) 2103-8300

Baixar livro COMONITORIO: https://goo.gl/m41nH8
__________________________________________________
APOIA-SE: https://apoia.se/bernardokuster
Facebook: https://www.facebook.com/bernardopkuster
Twitter: @bernardopkuster
Instagram: bernardo_kuster


Livros recomendados

365 Dias Com a Divina MisericórdiaCaminhando para a Maturidade10 Livros que Estragaram o Mundo – E Outros Cinco Que Não Ajudaram em Nada





Comentários no Facebook:

comments

Veja tambem  Eduardo Verástegui difunde horror do aborto entre votantes hispanos nos EUA