Bento XVI pede aos jovens que não temam abraçar cruz

CIDADE DO VATICANO, quarta-feira, 16 de setembro de 2009 (ZENIT.org).- Bento XVI alentou os jovens a não terem medo de abraçar a cruz, precisamente na semana em que começou a peregrinação pela Espanha da Cruz da Jornada Mundial da Juventude, em preparação para o encontro de Madri.

No final da audiência geral, o pontífice recordou que nesta terça-feira a Igreja comemorou Nossa Senhora das Dores, “quem, com fé, se deteve diante da cruz de Jesus”.

“Queridos jovens – disse o Papa aos presentes na Sala Paulo VI –, não tenhais medo de permanecer, também vós, como Maria, junto à cruz para encontrar a valentia para superar todo obstáculo em vossa existência.”

Cerca de 5 mil jovens acolheram a Cruz da Jornada Mundial da Juventude, no dia 14 de setembro, na catedral da Almudena de Madri, junto ao cardeal Antonio María Rouco Varela, pastor da cidade, em preparação para o evento que será realizado na terceira semana de agosto de 2011.





Livros Recomendados

Perguntas e Respostas Concisas e Familiares às Objeções Mais Vulgares Contra a ReligiãoO Evangelho de São Mateus – Cadernos de Estudo BíblicoA Igreja dos Apóstolos e dos Mártires (Vol. I)

Apoia-se: Seja um apoiador da Bíblia Católica Online.

Comentários no Facebook:

comments

Veja tambem  Oito chaves de leitura da obra teológica de Joseph Ratzinger

Anteriores

Realizamos as obras típicas da fé católica?

Próximo

Todo cristão deveria ser místico, assegura Papa

  1. "Todos o Jovens devem abraçar a Santa Cruz, sem medo das consequências deste gesto de santidade. Sempre que faço o sinal da Cruz, assusto as pessoas, principalmente Católicos. Muito estranho. A Santa Cruz deveria assustar apenas o Demônio e espantá-lo!!!

  2. Valdelice

    Abraçei a cruz, e as consequências não foram as melhores.
    Meus familiares se afastaram de mim, criticam, sombam, me sinto como num recipiente de áqua e óleo juntos, por mais que se agite não se misturam, até quando esta situação vai permanecer eu não sei, só o Senhor saberá, a única certeza que tenho é que escolhi o meu caminho, (O CAMINHO, A VERDADE E A VIDA) e nada me fara deviar dele, Cristo também foi incompreendido e permaneceu firme em sua caminhada.
    Sou uma simples gotinha, mas, caminhando com Cristo me sinto um oceano.
    Uma gotinha é facilmente vencida, mas um oceano é IMPOSSÍVEL ser vencido.
    Só o amor constroi.
    Paz de Cristo

Deixe uma resposta

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén