Bento XVI pede aos jovens que não temam abraçar cruz

CIDADE DO VATICANO, quarta-feira, 16 de setembro de 2009 (ZENIT.org).- Bento XVI alentou os jovens a não terem medo de abraçar a cruz, precisamente na semana em que começou a peregrinação pela Espanha da Cruz da Jornada Mundial da Juventude, em preparação para o encontro de Madri.

No final da audiência geral, o pontífice recordou que nesta terça-feira a Igreja comemorou Nossa Senhora das Dores, “quem, com fé, se deteve diante da cruz de Jesus”.

“Queridos jovens – disse o Papa aos presentes na Sala Paulo VI –, não tenhais medo de permanecer, também vós, como Maria, junto à cruz para encontrar a valentia para superar todo obstáculo em vossa existência.”

Cerca de 5 mil jovens acolheram a Cruz da Jornada Mundial da Juventude, no dia 14 de setembro, na catedral da Almudena de Madri, junto ao cardeal Antonio María Rouco Varela, pastor da cidade, em preparação para o evento que será realizado na terceira semana de agosto de 2011.





Livros Recomendados

Pessoa Feminina – Pessoa Masculina – Pensamento de João Paulo IIMaranathá: Encontro de Jovens com CristoA Vontade de Poder (Quadrante)

Apoia-se: Seja um apoiador da Bíblia Católica Online.

Comentários no Facebook:

comments

Veja tambem  Discurso do Papa ao patriarca ecumênico de Constantinopla após chegar a Istambul

Anteriores

Realizamos as obras típicas da fé católica?

Próximo

Todo cristão deveria ser místico, assegura Papa

  1. "Todos o Jovens devem abraçar a Santa Cruz, sem medo das consequências deste gesto de santidade. Sempre que faço o sinal da Cruz, assusto as pessoas, principalmente Católicos. Muito estranho. A Santa Cruz deveria assustar apenas o Demônio e espantá-lo!!!

  2. Valdelice

    Abraçei a cruz, e as consequências não foram as melhores.
    Meus familiares se afastaram de mim, criticam, sombam, me sinto como num recipiente de áqua e óleo juntos, por mais que se agite não se misturam, até quando esta situação vai permanecer eu não sei, só o Senhor saberá, a única certeza que tenho é que escolhi o meu caminho, (O CAMINHO, A VERDADE E A VIDA) e nada me fara deviar dele, Cristo também foi incompreendido e permaneceu firme em sua caminhada.
    Sou uma simples gotinha, mas, caminhando com Cristo me sinto um oceano.
    Uma gotinha é facilmente vencida, mas um oceano é IMPOSSÍVEL ser vencido.
    Só o amor constroi.
    Paz de Cristo

Deixe uma resposta

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén