1. Eis o que diz o Senhor a Ciro, seu ungido, que ele levou pela mão para derrubar as nações diante dele, para desatar o cinto dos reis, para abrir-lhe as portas, a fim de que nenhuma lhe fique fechada:

4. É por amor de meu servo, Jacó, e de Israel que escolhi, que te chamei pelo teu nome, com títulos de honra, se bem que não me conhecesses.

5. Eu sou o Senhor, sem rival, não existe outro Deus além de mim. Eu te cingi, quando ainda não me conhecias,

6. a fim de que se saiba, do levante ao poente, que nada há fora de mim. Eu sou o Senhor, sem rival;



1. O Senhor reina! Que a terra exulte de alegria, que se rejubile a multidão das ilhas.

3. Ele é precedido por um fogo que devora em redor os inimigos.

4. Seus relâmpagos iluminam o mundo, a terra estremece ao vê-los.

5. Na presença do Senhor, fundem-se as montanhas como a cera, em presença do Senhor de toda a terra.

7. São confundidos os que adoram estátuas e se gloriam em seus ídolos; pois os deuses se prostram diante do Senhor.

8. Ouve e se alegra Sião, exultam as cidades de Judá por causa de vossos juízos, Senhor.

9. Porque vós, Senhor, sois o soberano de toda a terra, vós sois o Altíssimo entre todos os deuses.

10. O Senhor ama os que detestam o mal, ele vela pelas almas de seus servos e os livra das mãos dos ímpios.



1. Paulo, Silvano e Timóteo à igreja dos tessalonicenses, reunida em Deus Pai e no Senhor Jesus Cristo. A vós, graça e paz!

2. Não cessamos de dar graças a Deus por todos vós, e de lembrar-vos em nossas orações.

3. Com efeito, diante de Deus, nosso Pai, pensamos continuamente nas obras da vossa fé, nos sacrifícios da vossa caridade e na firmeza da vossa esperança em nosso Senhor Jesus Cristo, sob o olhar de Deus, nosso Pai.

4. Sabemos, irmãos amados de Deus, que sois eleitos.

5. O nosso Evangelho vos foi pregado não somente por palavra, mas também com poder, com o Espírito Santo e com plena convicção. Sabeis o que temos sido entre vós para a vossa salvação.



15. Reuniram-se então os fariseus para deliberar entre si sobre a maneira de surpreender Jesus nas suas próprias palavras.

16. Enviaram seus discípulos com os herodianos, que lhe disseram: Mestre, sabemos que és verdadeiro e ensinas o caminho de Deus em toda a verdade, sem te preocupares com ninguém, porque não olhas para a aparência dos homens.

17. Dize-nos, pois, o que te parece: É permitido ou não pagar o imposto a César?

18. Jesus, percebendo a sua malícia, respondeu: Por que me tentais, hipócritas?

19. Mostrai-me a moeda com que se paga o imposto! Apresentaram-lhe um denário.

20. Perguntou Jesus: De quem é esta imagem e esta inscrição?

21. De César, responderam-lhe. Disse-lhes então Jesus: Dai, pois, a César o que é de César e a Deus o que é de Deus.





“Jesus vê, conhece e pesa todas as suas ações.” São Padre Pio de Pietrelcina

Newsletter

Receba as novidades, artigos e noticias deste portal.