Naqueles dias, o rei Salomão, de pé, diante do altar do Senhor, na presença de toda a assembleia de Israel, estendeu as mãos para o Céu e disse:
«Senhor, Deus de Israel! Não há nenhum Deus como Vós, nem lá no alto dos céus, nem cá em baixo sobre a terra. Vós sois fiel à aliança e conservais a benevolência para com os vossos servos, quando eles andam na vossa presença de todo o coração.
Mas será possível que Deus habite com os homens na terra? Se os céus e os mais altos céus não podem abranger-Vos, muito menos esta casa que eu edifiquei!
Estai atento, Senhor, meu Deus, à prece e à oração do vosso servo, escutai o apelo e a súplica que hoje Vos dirige.
Os vossos olhos estejam abertos, dia e noite, sobre esta casa, sobre este lugar do qual dissestes: ‘Aí estará o meu nome’.
Escutai a oração que neste lugar Vos dirigir o vosso servo, atendei a súplica do vosso servo e de Israel, vosso povo, quando eles rezarem neste lugar. Escutai da vossa morada no Céu; escutai e concedei o perdão».



A minha alma suspira ansiosamente
pelos átrios do Senhor.
O meu ser e a minha carne
exultam no Deus vivo.
Até as aves do céu encontram abrigo
e as andorinhas um ninho para os seus filhos,
junto dos vossos altares, Senhor dos Exércitos,
meu Rei e meu Deus.
Felizes os que moram em vossa casa:
podem louvar-Vos continuamente.
Contemplai, ó Deus, nosso protetor,
ponde os olhos no rosto do vosso Ungido.
Um dia em vossos átrios
vale por mais de mil longe de Vós.
Antes quero ficar no vestíbulo da casa do meu Deus,
do que habitar nas tendas dos pecadores.



Naquele tempo, reuniu-se à volta de Jesus um grupo de fariseus e alguns escribas que tinham vindo de Jerusalém.
Viram que alguns dos discípulos de Jesus comiam com as mãos impuras, isto é, sem as lavar. –
Na verdade, os fariseus e os judeus em geral só comem depois de lavar cuidadosamente as mãos, conforme a tradição dos antigos.
Ao voltarem da praça pública, não comem sem antes se terem lavado. E seguem muitos outros costumes a que se prenderam por tradição, como lavar os copos, os jarros e as vasilhas de cobre –.
Os fariseus e os escribas perguntaram a Jesus: «Porque não seguem os teus discípulos a tradição dos antigos, e comem sem lavar as mãos?».
Jesus respondeu-lhes: «Bem profetizou Isaías a respeito de vós, hipócritas, como está escrito: ‘Este povo honra-Me com os lábios, mas o seu coração está longe de Mim.
É vão o culto que Me prestam, e as doutrinas que ensinam não passam de preceitos humanos’.
Vós deixais de lado o mandamento de Deus, para vos prenderdes à tradição dos homens».
Jesus acrescentou: «Sabeis muito bem desprezar o mandamento de Deus, para observar a vossa tradição.
Porque Moisés disse: ‘Honra teu pai e tua mãe’; e ainda: ‘Quem amaldiçoar o seu pai ou a sua mãe deve morrer’.
Mas vós dizeis que se alguém tiver bens para ajudar os seus pais necessitados, mas declarar esses bens como oferta sagrada,
nesse caso fica dispensado de ajudar o pai ou a mãe.
Deste modo anulais a palavra de Deus com a tradição que transmitis. E fazeis muitas coisas deste género».



Permitir que o amor de Deus tome inteira e absoluta posse de um coração; que se torne, para esse coração, como que uma segunda natureza; que o coração nada deixe entrar em si que seja contrário a ele; que se aplique continuamente a fazer aumentar este amor de Deus, procurando agradar-Lhe em tudo, não Lhe recusando nada do que pede; que aceite como vindo das mãos de Deus tudo quanto lhe acontece.

O conhecimento de Deus produz o amor, e o conhecimento de si, a humildade. A humildade nada mais é do que a verdade: «Que tens tu que não hajas recebido?», pergunta São Paulo (1Cor 4, 7). Se tudo recebi, que bem tenho que o seja por mim mesma? Convencidos disso, jamais ergueremos a cabeça de orgulho. Se formos humildes, nada nos perturbará, nem o louvor nem o opróbrio, porque sabemos o que somos. Se nos acusarem, não nos sentiremos desencorajados. Se nos proclamarem santos, não nos colocaremos sobre um pedestal. O conhecimento de nós próprios leva-nos a pormo-nos de joelhos.



“Faltar com a caridade¨¦ como ferir a pupila dos olhos de Deus.” São Padre Pio de Pietrelcina

Newsletter

Receba as novidades, artigos e noticias deste portal.