27. Não negues um benefício a quem o solicita, quando está em teu poder conceder-lho.

28. Não digas ao teu próximo: Vai, volta depois! Eu te darei amanhã, quando dispões de meios.

29. Não maquines o mal contra teu vizinho, quando ele habita com toda a confiança perto de ti.

30. Não litigues com alguém sem ter motivo, se esse alguém não te fez mal algum.

31. Não invejes o homem violento, nem adotes o seu procedimento,

32. porque o Senhor detesta o que procede mal, mas reserva sua intimidade para os homens retos.

33. Sobre a casa do ímpio pesa a maldição divina, a bênção do Senhor repousa sobre a habitação do justo.

34. Se ele escarnece dos zombadores, concede a graça aos humildes.



2. Digo a Deus: Sois o meu Senhor, fora de vós não há felicidade para mim.

3. Quão admirável tornou Deus o meu afeto para com os santos que estão em sua terra.

4. Numerosos são os sofrimentos que suportam aqueles que se entregam a estranhos deuses. Não hei de oferecer suas libações de sangue e meus lábios jamais pronunciarão o nome de seus ídolos.

5. Senhor, vós sois a minha parte de herança e meu cálice; vós tendes nas mãos o meu destino.



16. Ninguém acende uma lâmpada e a cobre com um vaso ou a põe debaixo da cama; mas a põe sobre um castiçal, para iluminar os que entram.

17. Porque não há coisa oculta que não acabe por se manifestar, nem secreta que não venha a ser descoberta.

18. Vede, pois, como é que ouvis. Porque ao que tiver, lhe será dado; e ao que não tiver, até aquilo que julga ter lhe será tirado.





“Queira o dulcíssimo Jesus conservar-nos na Sua graça e dar-nos a felicidade de sermos admitidos, quando Ele quiser, no eterno convívio…” São Padre Pio de Pietrelcina

Newsletter

Receba as novidades, artigos e noticias deste portal.