aaaaa

Encontrados 123 resultados para: carros

  • E, fazendo-o montar no segundo dos seus carros, mandou que se clamasse diante dele: “Ajoelhai-vos!” É assim que ele foi posto à frente de todo o Egito, (Gênesis 41, 43)

  • Encarrego-te de dizer-lhes: Eis o que ides fazer: Tomai carros no Egito para vossos filhos e vossas mulheres, trazei vosso pai e vinde! (Gênesis 45, 19)

  • Assim fizeram os filhos de Israel. Seguindo a ordem do faraó, José deu-lhes carros e provisões para o caminho. (Gênesis 45, 21)

  • Entretanto, quando lhe disseram todas as palavras que José lhes havia dito, e viu os carros que José tinha enviado para o transportar, seu espírito se reanimou. (Gênesis 45, 27)

  • E Jacó deixou Bersabéia. Os filhos de Israel levaram seu pai, assim como seus filhos e suas mulheres, nos carros que o faraó tinha enviado para os transportar. (Gênesis 46, 5)

  • Carros e cavaleiros acompanhavam-no, de sorte que a caravana era muito grande. (Gênesis 50, 9)

  • Escolheu seiscentos carros dos melhores e todos os carros egípcios com homens de guerra em cada um deles. (Êxodo 14, 7)

  • Puseram-se os egípcios a persegui-los e alcançaram-nos em seu acampamento à beira do mar: todos os cavalos dos carros do faraó, seus cavaleiros e seu exército alcançaram-nos perto de Fiairot, defronte de Beelsefon. (Êxodo 14, 9)

  • Vou endurecer o coração dos egípcios, para que se ponham ao teu encalço, e triunfarei gloriosamente sobre o faraó e sobre todo o seu exército, seus carros e seus cavaleiros. (Êxodo 14, 17)

  • Os egípcios saberão que eu sou o Senhor quando tiver alcançado esse glorioso triunfo sobre o faraó, seus carros e seus cavaleiros.” (Êxodo 14, 18)

  • Os egípcios os perseguiram: todos os cavalos do faraó, seus carros e seus cavaleiros internaram-se após eles no leito do mar. (Êxodo 14, 23)

  • Embaraçou-lhes as rodas dos carros de tal sorte que, só dificilmente, conseguiam avançar. Disseram então os egípcios: “Fujamos diante de Israel, porque o Senhor combate por eles contra o Egito.” (Êxodo 14, 25)

“O trabalho é tão sagrado como a oração”. São Padre Pio de Pietrelcina