Quem fundou a sua Igreja?

Por Carlos Martins Nabeto
Fonte: Agnus Dei

INTRODUÇÃO

Este artigo pode, a princípio, parecer anti-ecumênico, mas não é. Muito pelo contrário, visa esclarecer fatos históricos. Pessoalmente, torço para o êxito do ecumenismo, que tem uma árdua tarefa na busca da aproximação, diálogo e consenso entre as várias denominações cristãs. Contudo, sou obrigado a registrar que, em virtude da imperfeição do ser humano, o ecumenismo caminha a passos lentos… muito lentos mesmo! Na verdade, a discórdia reinante entre os cristãos é fruto mais de interesses pessoais e políticos do que religiosos. É claro que existem diferenças de pontos doutrinais, criados a partir da necessidade de separação e identificação, mas será que existe vontade de discuti-los fraternalmente, a ponto, até, de reconhecê-los como errados?

Volta e meia a imprensa noticia que milhares e milhares de católicos estão indo seguir outras religiões. Vemos, assim, que o católico costuma a ser pacífico, bom ouvinte, o que, aliás, é uma boa virtude ecumênica. Por outro lado, sabemos que muitos católicos assim se declaram porque foram batizados quando crianças, não tendo, após isso, uma verdadeira vida cristã: nunca foram à Igreja (exceto para “pagar” promessas ou participar de missas de sétimo dia), nunca tiveram interesse de participar dos grupos comunitários e nunca se aprofundaram no estudo bíblico e doutrinário da Igreja (no máximo, fizeram a primeira – e única! – comunhão). Infelizmente, vemos atitudes pouco ecumênicas por parte da maioria dos dirigentes de outras igrejas que, aproveitando o fato do pouco conhecimento religioso de boa parte dos católicos, coverte-os às suas respectivas religiões usando, para isso, de artimanhas verdadeiramente anti-ecumênicas. Para discutir esse fenômeno, existem, hoje, duas correntes de pensamento dentro da própria Igreja católica: a primeira acha ótimo esse “êxodo”, já que ocorre uma purificação interna dentro da própria Igreja, uma vez que, como está comprovado, só deixam de ser católicos aqueles que pouco interesse têm pela Igreja. A segunda, embora reconhecendo que essa “purificação” é positiva e que contribui para o aumento da qualidade dos fiéis católicos, afirma que não é justo permitir o afastamento do “joio” já que estes foram, na maioria das vezes, conquistados de forma ilícita, isto é, por desconhecerem a sã doutrina da Igreja, mudaram de fé graças a argumentos duvidosos (apresentados por fiéis de outras igrejas), para os quais não tinham uma explicação satisfatória… De uma forma, como de outra, a própria Igreja católica reconhece que é necessária uma nova evangelização, buscando aprofundar as raízes de todos os fiéis católicos bem como de todos os homens de boa vontade.

TUDO É HISTÓRIA

Ao contrário de todas as demais religiões, o judaísmo, o cristianismo e o islamismo são religiões históricas, não foram criadas a partir de mitos! Logo, todas as ações realizadas pelos fiéis dessas três grandes religiões ficaram registradas no tempo! São fatos, não lendas; é história, não estória! Não vamos falar sobre os judeus, pois sabemos que eles não aceitaram Jesus como o verdadeiro Messias porque sua visão de Messias, na época de Jesus, era estritamente política: o enviado de Deus que libertaria o povo da dominação romana (aliás, a destruição de Jerusalém em 135 dC pelos romanos foi motivada por essa falsa visão: três anos antes, Bar-Khokba fôra proclamado pelas autoridades religiosas como o Messias libertador). Quanto aos islâmicos, cuja fé baseia-se em Maomé, bem sabemos pela História que trata-se de uma religião com grandes influências do judaísmo e cristianismo.

Vamos, portanto, nos concentrar na fé cristã e ver o que é histórico, o que é verdadeiro, já que, na esmagadora maioria das vezes, os conflitos e divisões são gerados pelos próprios cristãos.

Veja tambem  Igreja é última realização da vontade divina

A IGREJA CATÓLICA

Jesus manifestou o interesse de fundar a Igreja (Mt 16,18), Igreja esta que teria autoridade (Mt 18,17), cujo sinal de unidade seria a pessoa de Pedro (Mt 16,18-19; Jo 21,15-17; etc). A Igreja foi oficialmente fundada após a ressurreição de Jesus, no domingo de Pentecostes, com o derramamento do Espírito Santo (At 2). A Igreja cresceu em número, primeiro em Jerusalém, e foi se espalhando pelo mundo graças à pregação e cuidado dos apóstolos. É de conhecimento geral que, naquela época, Roma era a senhora do mundo, o mais vasto império que a humanidade já conheceu. Foram os próprios apóstolos que viram a necessidade do deslocamento do Cristianismo para o centro do império romano a fim de facilitar a pregação do Evangelho. É fato histórico que Pedro e Paulo foram perseguidos e martirizados em Roma. Clemente Romano, ainda no séc. I, nos testemunha esses martírios. Irineu de Lião apresenta, no séc. II, a lista dos sucessores de Pedro, até aquela data. A arqueologia, através de escavações, confirmou a morte de Pedro e Paulo em Roma ao encontrar seus respectivos túmulos. Ao estudarmos a doutrina da Igreja católica, percebemos que ela não se afastou um milímetro sequer desde a sua fundação, ou seja, a Igreja católica atual é a mesma de 2000 anos atrás.

A PRIMEIRA DIVISÃO

A primeira divisão dentro do Cristianismo ocorreu em 1054 dC (aproximadamente mil anos após a fundação da Igreja). É o que se chama de Cisma Oriental. Antes disso, grandes polêmicas tinham surgido dentro do seio do Cristianismo mas, mesmo assim, sempre se chegava a um consenso geral através da realização de grandes Concílios Ecumênicos, que reuniam bispos de todo o mundo até então conhecido. Aqueles que não se adequavam às decisões eram afastados da Igreja, criando – como hoje em dia – comunidades heréticas que o próprio tempo tratou de exterminá-las. Mas o Cisma Oriental foi a primeira divisão que realmente abalou o mundo cristão. Doutrinariamente, os orientais, baseados em Constantinopla, acusaram a Igreja do ocidente de ter acrescentado o termo filioque ao credo niceno-constantinopolitano, resultando na procedência do Espírito Santo a partir do Pai e do Filho e não apenas do Pai, como originalmente registrava tal credo, o que dava a impressão que o Espírito Santo passou a “existir” após o Pai e o Filho. Muito embora a Igreja católica tenha demonstrado e comprovado que tal acréscimo nada modifica na fórmula original, nem impõe uma ordem de procedência já que trata-se do Deus único, a Igreja Ortodoxa jamais aceitou voltar à plena comunhão com a Igreja de Roma, o que bem demonstra que a divisão não ocorreu por motivo simplesmente doutrinário.

Mas então qual seria o verdadeiro motivo da separação? Política! Desde o séc. VII, Constantinopla, capital do Império Romano do Oriente, desejava ter os mesmos direitos da sé de Roma, tendo conseguido obter, no máximo, o reconhecimento do privilégio de segunda, logo depois de Roma. Assim, o argumento do “acréscimo ilícito” do filioque foi usado apenas para garantir a separação na ordem política! Isso é História.

AS DEMAIS DIVISÕES

Após a separação da Igreja Ortodoxa, foram necessários mais 500 anos, aproximadamente, para que nova divisão viesse abalar a Igreja do Ocidente. Também é fato histórico que na Igreja medieval ocorriam vários abusos, a grande maioria ocasionados pelo fato da ligação íntima entre Igreja e Estado; era o Estado que nomeava os bispos, sendo estes pouco preparados a nível religioso. Então era comum encontrarmos bispos que compravam determinada sede episcopal, que eram casados irregularmente, que eram impiedosos por falta de vocação religiosa, etc… Era necessária uma Reforma dentro da Igreja! Vários homens lutaram por essas reformas, cada qual a seu jeito. Francisco de Assis é um desses exemplos: lutou por reformas e conseguiu! Não precisou dividir a Igreja, pois reconhecia sua importâcia e autoridade. Mesmo assim, a Igreja ainda não estava totalmente reformada. Infelizmente, homens como Lutero e Calvino, ao invés de se inspirarem no grande exemplo de São Francisco, acharam mais fácil romper com a Igreja, fundando novas religiões… foi a chamada Reforma Protestante. Lendo a história de maneira completamente imparcial, vemos que, mais uma vez, a política se intrometia no campo religioso. Lutero, para impor suas doutrinas, aliou-se aos príncipes alemães descontentes com as boas relações entre o Imperador e o Papa. Calvino fez de Genebra um Estado cuja política era guiada por preceitos religiosos radicais, com visível orientação antipapal e anticatólica. Ao contrário de Lutero e Calvino, o rei Henrique VIII da Inglaterra estava preocupado em conseguir um descendente (filho) do sexo masculino para ser seu sucessor no trono; como Catarina de Aragão, sua esposa, não conseguia dar-lhe esse filho tão esperado e o Papa não consentisse o divórcio, obrigou ao clero inglês a reconhecê-lo como chefe supremo da igreja na Inglaterra. Observemos, portanto, como os argumentos religiosos são usados por todos, desde o princípio, como justificativa para implantação de idéias meramente políticas.

Veja tambem  Leigos discutem seu papel como missionários e na defesa da vida

Lutero havia afirmado que quem dirige o crente é o Espírito Santo, de forma que este não necessita da autoridade de Igreja para ajudá-lo a interpretar a Bíblia, única fonte de fé que deve ser considerada pelo cristão. Esse mesmo ponto de vista foi adotado por Calvino e por todo o mundo protestante. Mesmo sendo oposta à própria Bíblia (2Pd 3,15-16), a livre interpretação ocasionou a fragmentação do Cristianismo em mais de 20 mil ramos, o que é um absurdo, já que cada ramo se julga a verdadeira Igreja de Cristo, tendo como único ponto comum o anticatolicismo. Mas, não reconhecendo a autoridade de Igreja, mais uma vez se voltam contra a Bíblia, pois esta afirma que o fundamento e coluna da verdade é a Igreja (cf. 1Tm 3,15), logo, apesar de possuirem alguns pontos verdadeiros (que são iguais aos da Igreja Católica!!!), não são a verdadeira Igreja de Cristo.

Vejamos a seguinte lista, organizada em ordem cronológica e incompleta, já que seria impossível listar as 20 mil igrejas cristãs hoje existentes:

Ano Denominação Origem Fundador
~33 Fundação da Igreja Católica Palestina Jesus
~55 Igreja Católica se fixa em Roma, com Pedro e Paulo
1054 Igreja Ortodoxa Constantinopla Miguel Cerulário
1521 Igreja Luterana Alemanha Martinho Lutero
1523 Anabatistas Alemanha Zwickau
1523 Batistas Menonitas Holanda Menno Simons
1531 Igreja Anglicana Inglaterra Henrique VIII
1536 Igreja Presbiteriana Suiça João Calvino
1592 Igreja Congregacionalista Inglaterra John Greenwood e outros
1612 Igreja Batista Arminiana ou Geral Inglaterra John Smith
~1630 Sociedade dos Amigos (Quakers) Inglaterra George Fox
1641 Igreja Batista Regular ou Particular Inglaterra Richard Blount
1739 Igreja Metodista Inglaterra John Wesley
1816 Igreja Adventista EUA Willian Miller
1830 Mórmons EUA Joseph Smith
1865 Exército da Salvação Inglaterra Willian Booth
1878 Testemunhas de Jeová EUA Charles T.Russel
1901 Igreja Pentecostal EUA Charles Parham
1903 Igreja Presbiteriana Independente Brasil Othoniel C. Mota
1909 Congregação Cristã no Brasil Brasil Luís Francescon
1910 Igreja Assembléia de Deus EUA/Brasil D.Berg/G.Vingren
1918 Igreja do Evangelho Quadrangular EUA Aimée McPherson
1945 Igreja Católica Apostólica Brasileira (ICAB) Brasil Carlos D.Costa
1955 Cruzada o Brasil para Cristo Brasil Manoel de Mello
1962 Igreja Deus é Amor Brasil David Miranda
1977 Igreja Universal do Reino de Deus Brasil Edir Macedo
Veja tambem  A fundação da Igreja Católica por Nosso Senhor Jesus Cristo

Outros Ramos:

  • Adventistas: Adventistas da Era Vindoura, Adventistas do Sétimo Dia, Adventistas Evangélicos, Cristãos Adventistas, Igreja de Deus, União da Vida e do Advento, etc.
  • Batistas: Batistas Abertos, Batistas das Duas Sementes no Espírito, Batistas das Novas Luzes, Batistas das Velhas Luzes, Batistas do Livre Arbítrio, Batistas do Sétimo Dia, Batistas dos Seis Princípios, Batistas Fechados, Batistas Primitivos, Batistas Reformados, Velhos Batistas, etc.
  • Pentecostais:Cruzada da Nova Vida, Cruzada Nacional de Evangelização, Igreja Cristo Pentecostal da Bíblia, Igreja da Restauração, Igreja Jesus Nazareno, Reavivamento Bíblico, Tabernáculo Evangélico de Jesus (Casa da Bênção), etc.

Como cada uma dessas igrejas defende sua própria doutrina como verdadeira, apesar de se autonomearem como cristãos, excluem-se mutuamente. Contudo, a única Igreja cristã que existe desde a época de Cristo é a Igreja católica. E observando-se que sua doutrina permaneceu imutável nestes 2000 anos, temos que ela é a Igreja de Cristo, apesar das demais possuírem elementos verdadeiros, vestígios de sua ligação comum com a Igreja católica. Uma brincadeira de criança ilustra muito bem nosso ponto de vista: a brincadeira do “quem conta um conto, aumenta um ponto”. Uma pessoa transmite uma mensagem para uma segunda pessoa; entra, então, uma terceira pessoa, que recebe a informação da segunda pessoa, e assim, sucessivamente. Não são necessárias muitas pessoas, pois já na quarta ou quinta pessoa, a informação está completamente distorcida da informação original. O mesmo ocorre no campo religioso: como pode, igrejas sem nenhuma ligação com Jesus proclamar-se detentoras da verdade? E como podem essas igrejas atribuir suas mais diversas doutrinas ao mesmo Espírito Santo, sendo estas completamente contraditórias entre si? Não seria uma blasfêmia dizer que o Espírito Santo está ocasionando divisões entre os cristãos se Jesus Cristo afirmou que haveria um só rebanho e um só pastor? (Jo 10,16)

Além da pergunta: “quem fundou a sua igreja?”, outra pergunta interessante a ser feita aos cristãos não católicos é: “qual seria a sua religião se você nascesse há mil anos atrás?”. Nessa época, havia unidade total entre os cristãos e a resposta seria apenas uma: católica. Ora, se não houve mudanças na doutrina desde a fundação da Igreja, é ilógico e contraditório aceitar atualmente doutrinas que não se alinham com as da Igreja católica!!! Pode-se aceitar ritos e disciplinas diferentes, mas não doutrinas!

Quem dá sustentação e vida à árvore é sua raiz! Uma árvore sem raiz não sobrevive nem se mantém segura de pé! E o que temos na raiz desta grande árvore que é o Cristianismo? Na base (raiz) está a Igreja católica (é fato histórico; observe mais uma vez a tabela acima)! Sua raiz bebe diretamente Daquele que dá e é a água viva (cf. Jo 4,10), Jesus Cristo, o Filho de Deus. E é por isso que ela, ainda nos dias de hoje, tem se demonstrado forte e vigorosa (apesar da sua idade), e assim será até a consumação dos séculos (cf. Mt 28,20b).

Para citar este artigo: NABETO, Carlos Martins. Apostolado Veritatis Splendor: Quem fundou a sua Igreja?. Disponível em http://www.veritatis.com.br/article/4477. Desde 6/8/2007.




Comentários no Facebook:

comments

Anteriores

Movimento "Brasil sem Aborto" fará ato público neste mês

Próximo

Não existe humanismo sem Deus, diz o Papa Bento XVI

48 Comentários

  1. bruno

    Concordo inteiramente que se somos cristao devemos buscar solucoes nas dificuldades e incertezas e nao cada um pro seu lado como fizeram os que iniciaram a "divisao continua protestante" por poder ou orgulho. Sao Francisco e um grande exemplo-Senhor fazei-me instrumento de vossa paz.-e nao outros- Quem e rico e abencoado, quem e pobre nao, se a biblia diz o contrario arraque a pagina ou melhor o livro inteiro.(duh)
    Quero que todos os cristao vivao juntos em paz ( um DEUS, uma VERDADE ) , dizer que sou cristao sem ter que dar expesificacoes.
    Que Cristo tenha misericodia de nos e nos de VERDADEIROS E FORTES PROFETAS.

  2. Carlos Eduardo da Si

    Sobre a Verdadeira Igreja de Cristo, para mim que sou católico não é uma novidade, mas sim uma reafirmação de um fato divino, uma vontade de Deus para o mundo. Há milhares de religiões se dizendo serem a verdadeira Igreja, mas só uma tem todos os requisitos por Deus deixados que e a Doutrina Revelada Sobrenatural Inobiservável e nisso a Catolicidade, Unidade, Apostolicidade e Santidade, temos abundantes provas biblica, histórica e cientifica e desafio a que quer que seja a sobrepujar essas verdades. Carlos Eduardo da Silva Mendes Ministro da Palavra da Paróquia de São Gonçalo em São Gonçalo do Pará MG

  3. noeli teresinha morc

    sou feliz por ser católica – acredito que é a verdadeira

  4. SOU FELIZ POR TE O MEU DEUS AO MEU LADO

    TODOS OS DIAS DA MINHA VIDA

    FELIZ QUEM TEM ELE .

  5. JESUS É BOM PACIENTE FIEL E FELIZ QUEM VIVE COM ELE

  6. marcelo ferreira

    CONCOORDO COMPLETAMENTE COM O ARTIGO ISTO É CLARO, SÓ NÃO ENTENDE QUEM SE DEIXA ENGANAR PELO MAL E NÃO ACEITA JESUS DE CORAÇÃO…

  7. claudio

    tenho 9 anos e minha vó me ensinou a rezar e acredito que jesus voltará e que ser católico é o certo.

  8. Cibele de Almeida Ma

    Boa tarde , estou adorando essas leituras , mas tenho muitas duvidas ….

  9. Andre Fay

    Estou em precesso de formação crista na igreja Catolica, já tives muitas duvidas com relação a tantas e tantas igrejas existentes…. Mas esta matéria foi simplismente extraordinaria e suplantou toda e qualquer duvida que ainda podia existir, com relação à verdadeira igreja de nosso Senhor Jesus Cristo

  10. Augusto César

    Sou historiador formado pela UNIMONTES, durante o curso nos questionamos à respeito de questões religiosas do passado, porém com o andar do curso, podemos perceber que todas as batalhas em pról do cristianismo, quem foi a luta foi a Igreja Católica, o que veio depois dela, foram oportunistas (alguns falsos profetas), que em nome de Cristo, fundaram estas seitas, congregações, etc., discutem a Bíblia, ainda nos chamam de idólatras, (esquecem, de que, a Igreja Católica foi e é, a grande Mecenas de grandes artistas e escultores durante toda a sua existência), sem nenhum conhecimento mais profundo. Isto é lamentável! Hoje tenho profunda alegria e orgulho de bater no peito e, poder dizer, sou católico! Graças a DEUS.

  11. Fico muito feliz por existir um site como este, esclarece a doutrina infalível da Igreja a muitas pessoas duvidosas. Li o que já sabia e, só digo uma coisa: Dou graças a Deus por ser Católico Apostólico Romano, e não como muitos por aí que se dizem católicos, mais na verdade não passam de caóticos apostáticos românticos.

    Pax Christe vobis!

  12. Para reafirmar essa verdade tanta e quantas vezes for necessária, basta lembrar essa linda passagem das Escrituras onde Jesus dirigindo-se a Pedro diz:-"Pedro tu és pedra ( rocha) e sobre essa pedra, edificarei A MINHA IGREJA", e não as minhas…-"E as portas do iferno não prevalecerão contra ela". Essa é a fé e orgulho de continuarmos a pertencer a uma IGREJA milenar, com tradição, com história, com alicerce na rocha principal que é CRISTO, nosso salvador. Bem sabemos que a salvação é para todos, mas nem por isso temos o direito de contradizer essa responsabilidade que Cristo deixou sobre os ombros de Pedro, nosso primeiro Papa. Somos acusados de não lermos a Biblia, mas nós católicos, o puco que lemos, o fazemos de forma amorosa e consciente, o suficiente para respeitarmos e vivermos o que Cristo disse a Pedro e continua dizendo até hoje através dos sucessores de Pedro. Parabens a quem defende essa maravilha de Deus, fundada por Jesus, nosso Salvador. O que digo a nossos irmãos separados, não basta ingerir todo o conteúdo da Bíblia. Continue lendo a Bíblia, mas o pouco que você ler, que seja bem interpretado e principalmente vivido, com humildade lembrando que Jesus veio trazer união e não separação, como estamos assistindo no dia-a-dia. Pastor desentende com tesoureiro, ao invés de se perdoarem, acham melhor fundar outra igreja. è aí que eu pergunto: Como está sendo vivido o que Jesus disse sobre o perdão:-"Perdoar não só sete vezes, mas setenta vezes sete"! e sobre a humildade:-" Aquele que quiser ser o primeiro, que seja o último, seja aquele que serve". Não sei se podemos chamar essas denominações de Igreja. Que Deus nosso Pai todo poderoso me perdoe se falei além do que deveria. Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo! Para sempre seja louvado.

  13. guilherme

    isso mesmo,Jesus fundou uma so igreja quando disse a pedro,"tu és pedro e sobre ti edificarei a minha igreja"ele naun disse edificarei uma de minhas igrejas.
    na verdade pode-se dizer q o protestantismo é uma verdadeira bagunça onde cada esquina se emcontra uma pessoa (gritando) disendo ser igreja,gente para fundar uma igreja é preciso de de trez coisas,(nascer de uma mulher virgen e emaculada,realizar milagres,e morrer numa cruz) quando for comprovado q um, apenas um, protestante tem consigo tais dadivas ai ele podera pedir a permiçao de Deus para fazer tal coisa!

  14. Ler e reler o comentário do JOSÉ MONTEIRO MAGALHÃES FILHO, de 27 de março de 2009.
    è isso mesmo.

  15. ALOÍZIO SOEIR

    Creio que a verdadeira Igreja de Cristo, igreja fundada por ele mesmo, é a Santa Igreja Católica Apostólica Romana. É esta que Jesus chama de a minha igreja em Mateus. E acho que esta Santa Igreja Católica é a Arca da Salvção para toda a humanidade como a Arca de Noé foi para os contemporâneos de Noé que não a quiseram e pereceram. Para felicidade nossa e de todos a Arca da Salvação da humanidade continuará aberta para todos por muito tempo ainda.

  16. IVAN

    Obrigado, sei que estou no caminho certo e levo as minhas filhas junto. Adoro ser Católico, amo a Deus, ele é tudo para mim. Nossa Senhora é a minha protetora e sempre esta comigo como Deus.

  17. Ana Cláudia

    Vou fazer como o José Carneiro (05 de abril):
    "Ler e reler o comentário do JOSÉ MONTEIRO MAGALHÃES FILHO, de 27 de março de 2009."
    Vou ler, reler, imprimir, enviar e-mails, enfim, divulgar este texto tão esclarecedor!
    Obrigada e parabéns!

  18. Ana Cláudia

    Completando:

    Vou ler, reler, imprimir, enviar e-mails, enfim, divulgar este texto tão esclarecedor, do Sr. Carlos Martins Nabeto.

    Obrigada e parabéns!

  19. Muito bom!
    Assim sei que estou no caminho certo, e de novo:
    "Ler e reler o comentário do JOSÉ MONTEIRO MAGALHÃES FILHO, de 27 de março de 2009."

    Amém!

  20. James Nascimento

    Precisamos divulgar a verdade e propagar esta frase: "Sou Católico pela Graça de Deus" ou "Sou Católico graças a Deus."

  21. GUIOMAR DA SILVA DO

    Sou católico praticante, graças a Deus, sei que preciso defender a palavra de vida eterna e ajudar na propagação do AMOR CRISTÃO.
    pesso que orem por mim, porque apesar de minha vontade de realizar os planos de JESUS, estou sendo muito influenciado por protestantes.
    AGRDEÇO A TODOS. ABRAÇO.

  22. Antonio Maia

    Grande vontade de minha sogra é que eu participasse da Igreja Católica. Naquela época, era mais importante para mim, o meu futebol. Todos os domingos até à 12:00 horas, logo após o churrasco e a cerveja geladinha Não sobrava tempo para a minha família. Aí, vieram as missões. "Aquelas senhoras da Igreja a nos visitar na hora de meu churrasco. Que coisa chata. Tanto insistiram, graças a Deus, que hoje tenho o curso de Luz e Vida e início em Mater Eclesie. Sou ministro da Eucaristia. E posso afirmar, depois de tudo isso. frquentar nossa Igreja Católica, fazer parte de algumas pastorais, atuar direto com serviços na minha paróquia, e com minhas limitações, hoje eu posso plagiar São Paulo: "pela graça de Deus, hoje eu sou e quefo ser mais amanhã.

  23. OBRIGAADA JESUS POR SER CATOLICA.E ISSO MESMO TEM QUI LER E RELER O ARTIGO DO SENHOR JOSE MONTEIRO MAGALHAES FILHO. SOU CATOLICA PELA GRAÇA DI DEUS AMEM.

  24. Ilson marcos Zaffalo

    Agradeço muito a Deus por ter feito minha familia uma familia de católicos, não sei o que seria da minha vida se não pertencesse a Igreja de Jesus cristo, me sinto muito honrado por isso, obrigado Senhor meu Deus…

    Que lindo o texto de Jose Monteiro Magalhães Filho, inspirado por Deus.

  25. A Igreja Católica tem uma doutrina muito rica. Se estudássemos a doutrina católica seria impossível ter dúvidas sobre seu verdadeiro fundador: Jesus Cristo.

    Agradeço a Deus por ter nascido católico. Dou glórias a Deus por meu encontro pessoal com Jesus Cristo e minha verdadeira conversão.

    SER CATÓLICO É BOM D+!

    Júnior Siqueira
    Fundador do Projeto
    Cantinho da Evangelização

  26. Ednaldo Correia Fons

    Concordo plenamente com o texto do autor.

    E mais, cunhei o pensamento abaixo em resposta a uma indagação de um amigo e seu pastor protestante:

    Creio em Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo: SOU CRENTE;

    Creio em Jesus Cristo: SOU CRISTÃO;

    Creio no Evangelho; SOU EVANGÉLICO;

    Creio na ÚNICA Igreja edificada em PEDRO: SOU CATÓLICO !!! SOU FELIZ

  27. José Farias T

    Finalmente algo sério e que vale a pena ler. Tenho 71 anos de idade. Depois de aposentado estou entrando na era da informática. Estou feliz por ter encontrado hoje, sábado da aleluia de 2010, este espaço. Li tudo, até os comentários, todos. Senti-me realizado por ser católico. Agradeço a Deus e que Deus abençôe a todos.

  28. Gilson

    Interessante este tipo de "fé" que os protestantes ou evangelicos profesam. Baseados ou por emoções, motivações subjetivas, interesses pessoais etc. São incapazes de saber responder de forma objetiva por que creem em tal igreja. Não se questionam da onde vem a autoridade de seus lideres e como nasceram suas igrejas. Enquanto nós e nossos pasrtores , onde a autoridade vem da sucessão apostólicas no de impor as mão de forma initerrupta confirmando anciãos (presbiteros). Quem nessa corrente de séculos ipôs as mãos aos pastores evangelicos. No maximo vão chegar em lutero, Henrique, calvino que de outra forma foram apostatas.

    Viva Cristo pedra espiritual, viva Pedro pedra material, referencia historica das portas do céu. Sou católico graças a Deus.

  29. Mayra Nakao

    Esse artigo é Extraordinário, eu com 20 anos de idade confesso que andei tendo inúmeras duvidas a respeito da origem da Igreja Católica e de suas doutrinas, e fiquei muito feliz por essas duvidas serem esclarecidas nesse brilhante artigo, posso dizer com todas as letras que sou Catolica com muito Orgulho…. Que Deus seja Louvado agora e para sempre!

  30. Juarez Neves

    Quem sai da Igreja Católoca, sai por duas razões:
    a) Não é Católico. Se diz católico.
    B) Não conhece a Igreja Católica e muito meno as “outras que se chamam de igreja”.
    DEUS não está dividido em milhares de igreja. Há um só DEUS, uma só fé e um só Igreja. E a Igreja verdadeira é a fundada por seu filho JESUS CRISTO.
    Sou católico com muito orgulho, e tenho pena das pessoas que deixam a verdade pela mentira. Que DEUS as ilumine e um dia possam descobrir a verdade e voltar para a luz.

  31. alana

    Muito obrigada estava procurando por essa resposta, não que eu duvidasse, mas sim para saber responder àqueles que duvidam que nossa igreja foi fundada por Nosso Senhor Jesus Cristo.

    Sou católica e amo minha igreja. amo meu Senhor
    e agradeço a ele por todas as obras alcançadas.

  32. A Paz!!!

    Eu nunca tinha ouvido falar da “Igreja Católica Apostólica Brasileira (ICAB)”. Artgo muito interessante! parabéns.


    http://jovem.rcclimeira.com.br/congresso2010/blog/

    http://jovem.rcclimeira.com.br/

  33. Alvino Nascimento

    Louvo a Deus por ser católico e ter sido batizado no Espírto Santo e poder testemunhar esse novo pentecostes

  34. HELIO

    Muito bom!É JESUS falando por você. Todos os padres a nível Mundial, deveriam fazer sempre um pouco disso em suas homílias, ou mesmo fora delas, combinar com o povo católico, pois a maioria estão surdos, cegos e mudos.Eu nunca tive tanta certeza do DEUS que eu e minha família ADORO.Precisamos de pessoas com qualidade, o que não quero dizer ser bom, mais sim, pecador mesmo, dobrar seus joelhos e ADORAR EM ESPÍRITO E VERDADE.Quem muda da igreja católica, sem conhecer sua doutrina, ou pelo menos a vida dos Santos, é porque nunca foi nada, sempre viveu se enganando. Não sei o que seria de mim se não fosse católico. Fiquem tranquilos irmãos católicos de fé, pois, quanto mais atacar nossa Igreja, temos que ter a certeza que estamos no caminho certo, pois só atacam o que é bom e incomoda. A verdade dói, em mim, em você, no Mundo, mais ela salva, pois JESUS é o caminho, verdade e vida.

  35. A verdadeira e única igreja, é e sempre será a católica as
    demais foram funadados por opositores políticos queriam ser o que
    não podiam, não possuiam qualificação religiosa para obter tamanha
    autoridade. Mesmo as melhores formações academicas não qualifica
    pessoas para um grau de elevação como a dos Papas, Por isso
    recorreram a pessoas despreparadas e ignorantes para reconhece-los
    como (autoridades) no assunto e passaram a (defender) ideologias
    criadas de mente própria e atacar os fundamentos tradicionais da
    igreja católica. Essa corrente se estende até os dias de hoje pois
    as pessoas que se mudam para religiões protestantes ao catolicismo
    são pessoas que não conheceram a verdadeira escência do dógma da
    Fé, e não entenderam com profundidade as sequências das missas
    dominicais.

  36. GILVAN

    fiquei muito contente ao ler esse artigo, é muito feliz de saber que estou seguindo no no caminho certo, náo tenho dúvidas sobre minha fé. Sou muito feliz por ser católico!!!!

  37. vilma maria dos sant

    por favor eu quero a tabela paa ler a biblia em um ano sou católica e muito feliz

  38. vilma maria dos sant

    amo minha igreja e acada dia estou aprendendo sobre o seu magistério pois só amamos o que conhecemos. mande a tabela para ler a biblia em um ano vou distribuir na minha comunidade para incentiva o povo a ler a palavra de Deus vilma são paulo aguardo Deus abençõe a todos

  39. Esses protestantes tinha q estudar mais a historia poq eles ñ querem enchergar que nossa igreja catolica e verdadeira e unica aqui ou em qual quer lugar do mundo ela e a mesma

    CATOLICO SIM!!! (crente,protestante,evagelico)kkk NUNCA

  40. Neide Bezerera

    Quanto mais conheço as outras igrejas,mais me apaixono por minha Igreja,SOU CATÓLICA APOSTÓLICA ROMANA COM MUITO ORGULHO!

  41. Aderson

    Quem conhece um pouquinho apenas da doutrina católica, não aceita com facilidade os argumentos dos que se dizem evangélicos. Eu mesmo fui tentado muitas vezes por esses falsos profetas, mas em nenhum momento, tive dúvidas ou me deixei levar por seus métodos caluniosos e muitas vezes absurdos que usam com pessoas que têem pouco conhecimento. Irmãos católicos precisamos levar a Boa Nova do Evangelho a muitos de nossos irmãos que estão nas trevas e não têem noção da má vida que estão levando.

  42. JURANDIR VICENTE SOA

    PARABÉNS,VOU PASSAR ISTO ADIANTE,POR QUE SOU CATEQUISTA,E GOSTEI MUITO,ISTO ME ENSINOU BASTANTE,OBRIGADO PELO SEU ESTUDO,QUE DEUS TE ILUMINE,E QUE MARIA GUIE SEUS PASSOS

  43. Sérgio Lichte

    Muito interessante esse blog.
    Todos gostam de criticar a igreja católica, mas poucos tem a consciência de que se essas "igrejas cristãs" existem hoje, é porque antes de tudo existiu a igreja de Cristo, a igreja de Pedro. Esquecem dos grandes santos, doutores, pensadores, misticos e suas obras para a edificação do cristianismo ao longo dos séculos. Lembram-se apenas dos erros de conduta humana cometidos pelos filhos da igreja. Digo erro de conduta humana pois um papa jamais errou em doutrina. Precisamos divulgar mais nossa fé, ter coragem de falar de nossa igreja que se manteve de pé ao longo desses dois mil anos. O nosso credo, nossa profissão de fé é muito rico, é milenar. Não existe nenhuma instituição que perdurou por tanto tempo, e olha que ela sofreu muitas perseguições e ainda sofre. Mas, como Jesus mesmo disse: "Eis que estarei convosco todos os dias até o fim dos tempos". Ele não nos abandonará. Seu Espírito Santo sempre estará a frente de nossa Igreja Católica Apostólica Romana.
    Parabéns pela iniciativa.
    Paz e bem.

  44. rodrigo brasil

    SOU CATÓLICO E DO CAMINHO NEOCATECUEMANAL AMO MINHA RELIGIÃO JA FUI EM OUTRAS DENOMINAÇÕES E NÃO CONSEGUI SENTIR DEUS POIS LA NÃO TEM A SANTA ECUARISTIA UM PRIVILÉGIO PARA NÓS CATÓLICOS MUITO OBRIGADO SENHOR POR TUDO E E DE ESTUDAR UM POUQUINHO DE SUA VERDADEIRA DOUTRINA

Deixe uma resposta

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén