Afirma o padre Caesar Atuire

NAZARÉ, quinta-feira, 15 de maio de 2009 (ZENIT.org).- Bento XVI mostrou em Nazaré que a sociedade necessita da família para não se desumanizar, explica o responsável da Obra Romana para as Peregrinações, instituição dependente da Santa Sé.

O padre Caesar Atuire, que acompanha o Santo Padre na Terra Santa, constata em conversa com ZENIT que o penúltimo dia da peregrinação evidencia o antídoto para que a sociedade não se converta em “uma aglomeração de indivíduos” condenados à solidão.

Na Missa para cerca de 40 mil pessoas que o Papa celebrou no Monte do Precipício, encerrou-se o Ano da Família na Terra Santa.

Ao sublinhar a importância desta etapa da peregrinação papal, o padre Atuire recorda que “Deus quis entrar na história da humanidade como um ser humano, como cada um de nós, encarnando em um corpo de uma mulher e a partir daí desenvolveu sua vida em um contexto familiar”.

“O Papa quis ressaltar o tema da família como decisivo hoje, sobretudo quando vivemos em uma sociedade em que a família sofre muitas ameaças”, na qual “se quer equiparar a família com outras realidades que não o são”, disse.




Comentários no Facebook:

comments

Veja tambem  Jovem cantor iraquiano comove a Austrália com história marcada pela caridade católica