Lionel Messi na conferência de imprensa em Roma (foto Grupo ACI)

ROMA, 13 Ago. 13 / 03:20 pm (ACI/EWTN Noticias).- O Papa Francisco recebeu nesta manhã na Sala Clementina do Palácio Apostólico o melhor jogador de futebol do mundo, Lionel Messi, quem assegurou ter vivido nesta manhã um dos momentos mais especiais de sua vida ao cumprimentar o Pontífice.

“Sem dúvida foi um momento muito especial, certamente um dos mais especiais que já tive na vida”, explicou Messi emocionado na conferência de imprensa com os jornalistas, celebrada na Casina Pio VI do Vaticano, sede da Pontifícia Academia das Ciências, poucos minutos depois do encontro com o Papa.

“Tive oportunidade de me aproximar, cumprimenta-lo, foi rápido, havia muita gente… o momento foi lindo, mas não tive a oportunidade de falar muito mais”.

“Foi um dia muito especial para nós e tê-lo tão perto foi um momento muito lindo, e muito significativo para nós os argentinos, que ele seja do nosso país. Para nós é muito especial e a verdade é que foi um momento inesquecível e estamos muito contentes”, assegurou Messi.

O jogador argentino chegou a Roma acompanhado pela seleção argentina de futebol, que disputará nesta quarta-feira, 14 de agosto, um amistoso contra a Seleção Italiana em homenagem ao Papa Francisco.

Messi não participará da partida devido a alguns problemas musculares e volta para Barcelona esta mesma tarde. O jogador viajou a Roma exclusivamente para cumprimentar o Santo Padre e apresentar desde o Vaticano um novo projeto solidário: a Rede Mundial de Escolas para o Encontro, cujo objetivo é promover a formação das crianças a todos os níveis educativos.

Embora muitos esperem receber o Pontífice como o convidado de honra no campo do jogo nesta quarta-feira, o diretor do Escritório de Imprensa da Santa Sé, Padre Federico Lombardi, confirmou que o Santo Padre não assistirá ao amistoso.

Veja tambem  Santa Sé doa 10 mil dólares ao hospital católico de Padang

Na conferência de imprensa também participaram o Chanceler argentino da Pontifícia Academia das Ciências, Dom Marcelo Sánchez Sorondo; os responsáveis pela Rede Mundial de Escolas para o Encontro, José María del Corral e Enrique Palmeyro; o secretário das Seleções Nacionais da Associação do Futebol Argentino, Germán Lerche; o treinador da Seleção Argentina de Futebol (AFA), Alejandro Sabella.

Também estiveram presentes o treinador da seleção italiana de futebol, Cesare Prandelli e o capitão da Seleção Nacional Italiana, Gianluigi Buffon, cuja seleção também foi recebida pelo Papa nesta manhã e que também apoia este novo projeto solidário.




Comentários no Facebook:

comments