«Quando Isabel ouviu a saudação de Maria, o menino exultou-lhe no seio. Isabel ficou cheia do Espírito Santo.» Assim opera a voz de Maria: enchendo Isabel do Espírito Santo. Qual fonte eterna, Ela anuncia a sua prima, em linguagem profética, um rio de graças, fazendo saltar e estremecer a criança que Isabel traz no seio, à imagem de uma dança maravilhosa! Quando Maria aparece, cumulada de graças, tudo transborda de alegria.

Então, Isabel soltou um grande brado e disse: «Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre. Donde me é dado que venha ter comigo a Mãe do meu Senhor?» Tu és bendita entre as mulheres. tu és o princípio da sua regeneração. Tu abriste-nos o acesso ao paraíso e expulsaste as nossas dores antigas. Depois de ti, a multidão das mulheres não mais sofrerá. As herdeiras de Eva não mais temerão a sua maldição antiga, nem as dores da maternidade. Porque Jesus Cristo, o redentor da nossa humanidade, o Salvador de toda a natureza, o Adão espiritual que cura as feridas do homem terreno, Jesus Cristo sairá das tuas entranhas sagradas. «Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre.»




Comentários no Facebook:

comments