É a fé que toca em Cristo; é a fé que O vê. Não é nosso corpo que Lhe toca; os olhos de nossa natureza não O vêem. Porque ver sem perceber não é ver; ouvir sem compreender não é ouvir; nem tocar, se não se toca com fé. […]

Se levarmos em conta o tamanho da nossa fé e entendermos a grandeza do Filho de Deus, veremos que, em relação a Ele, só tocamos a orla; não conseguimos alcançar a parte superior das suas vestes. Portanto, se também nós queremos ser curados, toquemos pela fé a orla de Cristo. Ele não ignora aqueles que tocam a sua orla, que a tocam quando Ele está de costas. Porque Deus não precisa de olhos para ver; Ele não tem sentidos físicos, mas tem em Si o conhecimento de todas as coisas. Portanto, feliz de quem toca pelo menos a extremidade do Verbo; pois quem pode tocar em todo Ele?




Comentários no Facebook:

comments