«A Palavra de Deus é viva e eficaz, mais afiada que uma espada de dois gumes» (Heb 4,12). […] Ela age na criação do mundo, na condução do mundo e na sua redenção. Com efeito, não há coisa mais eficaz nem mais forte: «quem poderia dizer o seu poder e celebrar todos os seus louvores?» (Sl 105,2)

A eficácia da Palavra manifesta-se nas suas obras e manifesta-se também na pregação. Ela não regressa a Deus sem ter produzido o seu efeito, mas aproveita a todos aqueles a quem é enviada (Is 55,11). Ela é «eficaz, mais afiada que uma espada de dois gumes» quando é recebida com fé e amor. Nada é impossível para quem crê, nada é difícil para quem ama. Quando as palavras de Deus ressoam, elas trespassam o coração do crente «como as flechas agudas de um guerreiro» (Sl 119,4). Entram nele como dardos e fixam-se nas suas profundezas mais íntimas. Sim, esta Palavra é mais afiada do que uma espada de dois gumes, porque é mais incisiva do que qualquer outra força ou qualquer poder, mais subtil do que qualquer habilidade do génio humano, mais penetrante do que qualquer reflexão sábia da palavra humana.  




Comentários no Facebook:

comments