A mim pertencem a vingança e a retribuição, quando o pé deles resvalar, pois está próximo o dia da sua ruína; depressa virá o seu destino.
Está próximo o dia da ruína,
iminente o seu destino,
O Senhor fará justiça ao seu povo e terá compaixão dos seus servos, ao ver que as suas mãos fraquejam, que já não há escravo nem homem livre.’
Reparai bem: Eu é que sou Deus, e não há outro deus além de mim! Eu é que dou a vida e dou a morte, Eu firo e curo, e não há quem livre da minha mão.
Quando desembainhar a minha espada fulgurante,
quando tomar em minhas mãos a sentença,
tirarei desforra dos meus inimigos,
retribuirei aos meus adversários.




Comentários no Facebook:

comments