Procurar Jesus é muitas vezes um bem, pois é a mesma coisa que procurar o Verbo, a verdade e a sabedoria. Mas dir-me-eis que as palavras «procurar Jesus» são muitas vezes pronunciadas a propósito daqueles que Lhe querem mal. Por exemplo: «Procuravam então prender Jesus, mas ninguém Lhe deitou a mão, porque ainda não chegara a sua hora.» […] Ele sabe de quem Se afasta e perto de quem permanece, sem ainda Se deixar encontrar, para que, se O procurarmos, O encontremos no tempo favorável. O apóstolo Paulo diz aos que ainda não possuem Jesus e ainda não O contemplaram: «Não digas no teu coração: “Quem subirá ao céu?” Seria para fazer com que Cristo descesse. Nem digas: “Quem descerá ao abismo?” Seria para fazer com que Cristo subisse de entre os mortos. Que diz a Escritura, afinal? “É junto de ti que está a palavra: na tua boca e no teu coração”» (Rom 10,6-8).

No seu amor para com os homens, quando o Salvador diz: «Vós haveis de procurar-Me» (Jo 8,21), faz entrever as coisas do Reino de Deus, para que aqueles que O procuram não O busquem fora de si próprios, dizendo: «“Ei-Lo aqui” ou “Ei-Lo ali”», pois o Evangelho diz: «O Reino de Deus está entre vós» (Lc 17,21). Enquanto guardarmos a semente da verdade depositada na nossa alma e os seus mandamentos, o Verbo não Se afastará de nós. Mas, se o mal alastrar em nós e nos corromper, Jesus dir-nos-á: «Eu vou-Me embora: vós haveis de procurar-Me, mas morrereis no vosso pecado» (Jo 8,21).




Comentários no Facebook:

comments