Naqueles dias, os Apóstolos e os irmãos da Judeia ouviram dizer que os gentios também tinham recebido a palavra de Deus.
E quando Pedro subiu a Jerusalém, os que tinham vindo da circuncisão começaram a discutir com ele,
dizendo: «Tu entraste em casa dos incircuncisos e comeste com eles».
Pedro começou então a expor-lhes tudo por ordem:
«Estava eu a orar na cidade de Jope, quando tive em êxtase uma visão: Era um objecto semelhante a uma toalha que descia do Céu, presa pelas quatro pontas, e chegou até junto de mim.
Fitando os olhos nela, pus-me a observar e vi quadrúpedes da terra, feras, répteis e aves do céu.
Ouvi então uma voz que me dizia: ‘Levanta-te, Pedro; mata e come’.
Mas eu respondi: ‘De modo nenhum, Senhor, porque na minha boca nunca entrou nada de profano ou impuro’.
Pela segunda vez, falou a voz lá do Céu: ‘Não chames impuro ao que Deus purificou’.
Isto sucedeu por três vezes e depois tudo foi novamente retirado para o Céu.
Nisto, apresentaram-se três homens na casa em que estávamos, enviados de Cesareia à minha presença.
O Espírito disse-me então que fosse com eles sem hesitar. Foram também comigo estes seis irmãos aqui presentes e entrámos em casa daquele homem.
Ele contou-nos como tinha visto um Anjo apresentar-se em sua casa e dizer-lhe: ‘Envia mensageiros a Jope e manda chamar Simão, que tem o sobrenome de Pedro.
Ele te dirá palavras, pelas quais receberás a salvação, assim como toda a tua família’.
Quando comecei a falar, o Espírito Santo desceu sobre eles, como sobre nós ao princípio.
Lembrei-me então das palavras que o Senhor dizia: ‘João batizou com água, mas vós sereis batizados no Espírito Santo’.
Se Deus lhes concedeu o mesmo dom que a nós, por terem acreditado no Senhor Jesus Cristo, quem era eu para poder opor-me a Deus?»
Quando ouviram estas palavras, tranquilizaram-se e deram glória a Deus, dizendo: «Portanto, Deus concedeu também aos gentios o arrependimento que conduz à vida».




Comentários no Facebook:

comments