Se, ao passarmos da descrença à fé, «passámos da morte à vida» (Jo 5,24), não nos espantemos se o mundo nos odeia. Porque os que não passaram da morte à vida, mas permanecem na morte, não podem amar os que passaram da morada tenebrosa da morte […] para «os edifícios feitos de pedras vivas» (1Ped 2,5) em que reina a luz da vida. […]

Para nós, cristãos, chegou o tempo de nos gloriarmos, porque está dito: «Gloriamo-nos nas nossas provações pois sabemos que a provação produz a perseverança, a perseverança produz o valor experimentado, o valor experimentado produz a esperança e a esperança não engana, porque o amor de Deus foi derramado nos nossos corações pelo Espírito Santo» (Rom 5,3-5). […]

«Tal como tomámos grandemente parte nos sofrimentos de Cristo, também por Cristo somos grandemente consolados» (2Cor 1,5). Acolhamos, pois, com grande fervor os sofrimentos de Cristo; que eles nos sejam grandemente concedidos, se queremos ser grandemente consolados, uma vez que todos «os que choram serão consolados» (Mt 5,5). […] Os que participarem nos sofrimentos participarão também na consolação, em proporção aos sofrimentos que os fazem participar em Cristo. Aprendei do apóstolo que disse com confiança: «Nós o sabemos: uma vez que conheceis como nós o sofrimento, obtereis como nós a consolação» (2Cor 1,7).      




Comentários no Facebook:

comments