Da mesma maneira que a cabeça e o corpo de um homem constituem um só e mesmo homem, assim também o Filho da Virgem e os seus membros, os eleitos, constituem um só e mesmo homem e um só Filho do homem, o Cristo total e completo, Cabeça e corpo, de que fala a Escritura. Sim, em conjunto, todos os membros formam um só corpo, que constitui, com a Cabeça, o Filho único do homem que, com o Filho de Deus, constitui o Filho único de Deus, da mesma maneira que, com Deus, Ele constitui um só Deus. Assim, o corpo inteiro é, em união com a Cabeça, Filho do homem e Filho de Deus, e consequentemente Deus. Donde a palavra: «Pai, quero que, assim como Tu e Eu somos um só, também eles sejam um connosco.» É por isso que, em conformidade com a afirmação frequente da Escritura, o corpo não é sem a Cabeça, nem a Cabeça sem o corpo, da mesma maneira que a Cabeça e o corpo não são sem Deus. Tal é o Cristo total. […]

Assim, todos os crentes – membros espirituais de Cristo – podem dizer com verdade que são o que Ele próprio é, a saber, Filho de Deus, e Deus. Mas aquilo que Ele é por natureza, são-no eles como membros a Ele associados; aquilo que Ele é em plenitude, são-no eles por participação. Em suma, se Ele é Filho de Deus pela sua origem, os seus membros são-no […] por adopção, de acordo com esta palavra do Apóstolo Paulo: «Recebestes um espírito de adopção, pelo qual chamamos: “Abba, Pai”» (Rom 8,15). Com este Espírito, «deu-lhes o poder de se tornarem filhos de Deus» (Jo 1,12), a fim de que, seguindo o ensinamento do «Primogénito de muitos irmãos» (Rom 8,29), aprendessem a dizer: «Pai Nosso, que estais nos céus» (Mt 6, 9).




Comentários no Facebook:

comments