Está escrito a propósito do maná que, quando a apanhavam nas condições prescritas por Deus, era alimentício; mas, quando queriam apanhá-lo contrariamente à maneira fixada por Deus, deixava de servir para manter a vida. […] O Verbo de Deus, a sua Palavra, é o nosso maná, e a Palavra de Deus que vem até nós traz a uns a salvação e a outros a condenação. Foi por isso que o nosso Senhor e Salvador, que é a Palavra de Deus «viva e perene» (1Ped 1,23), declarou: «Eu vim a este mundo para proceder a um juízo: de modo que os que não vêem vejam, e os que vêem fiquem cegos» (Jo 9,39). De tal maneira assim é que, para alguns, mais vale que não oiçam a Palavra de Deus do que a oiçam com más disposições ou com hipocrisia! […]

Aquilo que é verdadeiramente melhor em termos da perfeição é que o ouvinte da Palavra de Deus a oiça com um coração bom e simples, recto e bem preparado, para que ela frutifique e cresça como em terreno bom. […] E afirmo isto tanto para a minha conversão pessoal, como para a conversão dos meus ouvintes, porque também sou daqueles que ouvem a Palavra de Deus.




Comentários no Facebook:

comments