Jesus renovou aos santos apóstolos o chamamento que tinha feito a Abraão. E a fé deles assemelhava-se à de Abraão; porque, tal como Abraão obedeceu logo que foi chamado (Gn 12), também os apóstolos seguiram Jesus logo que Ele os chamou e eles O ouviram. […] Não foi um longo ensinamento o que os tornou discípulos, mas o simples facto de terem ouvido a palavra da fé. Como era viva, a fé deles obedeceu à vida logo que ouviu a voz viva. E correram atrás dela sem mais demoras; por aqui se vê que já eram discípulos no coração, mesmo antes de terem sido chamados.

Assim age a fé que manteve a sua simplicidade: não recebe o ensino à força de argumentos; mas, tal como os olhos sãos e puros recebem o raio de sol que lhes é enviado sem raciocinarem nem trabalharem, e se dão conta da luz logo que se abrem […], também os que têm a fé natural reconhecem a voz de Deus logo que a ouvem. Quando neles se acende a luz da palavra, lançam-se alegremente ao seu encontro e acolhem-na, como nosso Senhor diz no Evangelho: «As minhas ovelhas ouvem a minha voz e seguem-Me» (Jo 10,27).




Comentários no Facebook:

comments