Caríssimo: Exorto-te a que reanimes o dom de Deus que recebeste pela imposição das minhas mãos.
Deus não nos deu um espírito de timidez, mas de fortaleza, de caridade e moderação.
Não te envergonhes de dar testemunho de Nosso Senhor, nem te envergonhes de mim, seu prisioneiro. Mas sofre comigo pelo Evangelho, confiando no poder de Deus.
Toma como norma as sãs palavras que me ouviste, segundo a fé e a caridade que temos em Jesus Cristo.
Guarda a boa doutrina que nos foi confiada, com o auxílio do Espírito Santo, que habita em nós.




Comentários no Facebook:

comments