Crise de alimentos obrigaria fechamento do principal seminário da Nigéria

KONIGSTEIN, 06 Jun. 08 / 07:00 pm (ACI).- A associação Ajuda à Igreja Necessitada (AIN) informou que o seminário maior católico do Makurdi (Nigéria central) está a ponto de fechar devido à crise mundial de alimentos.

Em declarações a AIN, o reitor do seminário, Dom Kenneth Enang, comunicou que já se viu obrigado a racionar os mantimentos a seus quase 520 seminaristas de 15 dioceses nigerianas, por causa dos “preços astronômicos” e já não pode reunir o dinheiro necessário para garantir as provisões mínimas.
“O reitor assinalou que, em parte, os preços dos mantimentos básicos se duplicaram. Outro problema é a eletricidade: o seminário depende de um gerador que funciona com diesel, e o preço deste combustível se encareceu em um terço no transcurso de uma semana”, indicou AIN.

A associação explicou que desde que começou a crise em abril passado, o seminário solicitou créditos para seguir funcionando. “O reitor disse que logo se verá obrigado a fechar o seminário, para impedir a desnutrição dos estudantes e a acumulação de mais dívidas”, adicionou.

O seminário maior de Makurdi tinha projetado ampliar seu local porque em pouco tempo o número de seminaristas cresceu de 400 a 520. Dom Enang tinha declarado a AIN sua alegria pelas “boas vocações”, a alta qualificação do pessoal docente e a convivência de jovens de todos os lugares do país em uma “experiência maravilhosa” que refletia “o que deveria ser a Nigéria”.

O reitor estima que o seminário deve fechar em 20 de junho pois as dioceses de origem dos futuros sacerdotes estão igualmente afetadas pela subida dos preços e não estão em condições de contribuir a seu sustento.

O Pe. Andrzej Halemba, perito de AIN na África, explicou que “a crise alimentar mundial se está convertendo em um problema cada vez maior para os seminários maiores do Terceiro Mundo, e no futuro também colocará em perigo a existência de muitos mais, por isso urge socorrê-los”.
“Na África, a alimentação dos futuros sacerdotes representa a maior parte dos gastos correntes dos seminários maiores. Por desgraça, cabe esperar que os preços sigam subindo de forma significativa”, indicou a associação.

Veja tambem  Oração de Santo Agostinho

AIN leva várias décadas apoiando a formação de futuros sacerdotes em todo mundo. O ano passado, a Associação pôde ajudar a mais de 15 mil e 700 seminaristas, e também o seminário de Makurdi leva anos recebendo suas subvenções.




Comentários no Facebook:

comments

Anteriores

São Cipriano de Cartago

Próximo

Eusébio de Cesaréia

3 Comentários

  1. Esta noticia nos deixa muito preoculpado, e nos fez refletir-mos muito aqui em nosso seminario, a qual temos todo conforto, por isso acredito que Cristo Jesus não abandonará os seus, e desejaria muito poder contribuir com minhas oraçãoes e quem sabe enquanto essa crise não passa, as autoridades eclesiastica não possam pedir ajuda as outras dioceses do mundo e até mesmo aqui no Brasil, movimentar uma campanha , tambem posso sugerir que procurem entrar em contacto com Padre Alvaro, diretor da congregação Dos Legionarios de Cristo, eles tem dois seminarios que dão formação integral para seminarisdas do mundo inteiro, um é em Roma, o outro é aqui em São Paulo.
    Derrepente, até esta crise passar, ele possa acolhe-los, olha o nosso seminario aqui, é muito grande, tem todo conforto e acredito que se os bispos entrarem em contato com ele, ele pode acolhe-los, e aqui no Brasil, será uma boa ter os nossos irmaos Nigerianos estudando conosco.
    Seminarista
    Rogério Pires

  2. Marcos Vinícios Gomes da Silva

    Como o Rogério tem escrito em cima isso realmente nos preocupa pelo fato de estarem passando uma necessidade da qual nós que somos vocacionados como até mesmo os seminaristas estão vendo isso que está acontecendo,isso realmente nos faz refletir muito,até mesmo na hora que comer ou outra coisa a mais,espero que vocês conte com minhas orações e com minha presença também ai na África..,eu converssava muito com o meu diretor Espiritual que meu chamado minha vocação se encontra não aqui no Brasil e sim na África,pelo fato de o mundo está precisando realmente de humildade,porque antes de tudo antes da gente pedir FÉ,ESPERANÇA,CARIDADE a Deus nós temos sim que pedir primeiramente HUMILDADE porque a humildade é o primeiro de tudo e é o que nos faz acreditar verdadeiramente que o nosso Deus é o único Deus;
    Nem que eu Marcos passe toda a necessidade do mundo na África meu chamado e meu aprendizado está ai;

    Sejam confiantes porque Jesus mesmo nos diz que:”QUE TODO AQUELE QUE BEBE DESTA AGUA NÃO TERÁ SEDE”

    QUE LOUVADO SEJA JESUS NA VIDA DE TODOS NÓS….

  3. Nordine Oscar Goia M

    Paz e Bem,

    jesus ,sendo amado o seus que estava nesse mundo, amou-os até ao fim,portanto oremos a Ele pedindo a graça de poder continuar com a nossa formação presbiteral em nigéria, de modo igual aos passaros dos campos, tambem contando com a minha oração e a oração de todos os seminaristas de arquediocese de são selvador da bahia seminário central são joão maria vianney, de que juntos venceremos estas dificuldades.Sou seminarista da referida diocese,mas sou natural da guiné-bissau,mas de coração sinto profundamente a minha pertensa a igreja da África,portanto corragem e muita fé, o SENHOR NOSSO DEUS vai dar as providencias para os tais casos, Amem.

Deixe uma resposta

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén