Cardeal Scherer critica desrespeito à fé católica na parada gay em São Paulo

SÃO PAULO, 27 Jun. 11 / 12:55 pm (ACI)

Em declarações ao jornal o Estado de São Paulo, arcebispo de São Paulo, cardeal Dom Odilo Pedro Scherer, classificou como uma manifestação “infeliz, debochada e desrespeitosa” os cartazes com imagens de santos católicos ao longo da Avenida Paulista durante a 15ª Parada Gay recomendando o uso do preservativo para as relações homossexuais. Para o cardeal-arcebispo, o “uso instrumentalizado” das imagens por parte da organização do evento “ofende os próprios santos e os sentimentos religiosos do povo”.

Segundo explica a nota do Estadão “em 170 cartazes distribuídos em postes por todo o trajeto, 12 modelos masculinos, representando ícones como São Sebastião e São João Batista, apareciam seminus ao lado das mensagens: “Nem Santo Te Protege” e “Use Camisinha”.

Diante deste fato, o cardeal Scherer afirmou que “a associação das imagens de santos para essas manifestações da Parada Gay, a meu ver, foi infeliz e desrespeitosa. É uma forma debochada de usar imagens de santos, que para nós merecem todo respeito”.

“Vamos refletir sobre medidas cabíveis para proteger nossos símbolos e convicções religiosas. Quem deseja ser respeitado também tem de respeitar”, acrescentou o arcebispo.

Dom Odilo ressaltou que “o uso desrespeitoso da imagem dos santos populares ofende os próprios santos e os sentimentos religiosos do povo”.

Para o cardeal, afirma a nota do Estado de São Paulo, a organização da parada gay pregou os cartazes “provavelmente” para atingir a Igreja Católica “porque a Igreja tem manifestado sua convicção sobre essa questão e a defende publicamente.”

Dom Scherer manifestou sua posição contrária ao slogan escolhido pela organização da Parada, “Amai-vos uns aos outros” (tomado do Evangelho de São João).
“Jesus recomenda “Amai-vos uns aos outros, como eu vos amei”. O uso de somente parte dessa recomendação, fora de contexto, em uma Parada Gay, é novamente um uso incorreto, instrumentalização da palavra de Jesus”, esclareceu o Cardeal.

Veja tambem  Plena continuidade entre Wojtyla e Bento XVI na trilha do Vaticano II

“Instrumentalizar essas palavras sagradas para justificar o contrário do que elas significam é profundamente desrespeitoso e ofensivo, em relação àquilo que os cristãos têm como muito sagrado e verdadeiro”, afirmou também Dom Odilo.

Antes do desfile homossexual do domingo, decorrido em meio do caos gerado por arrastões, denúncias de roubos e participantes apreendidos com drogas, o Cardeal arcebispo de São Paulo, em um artigo intitulado “Homem e Mulher ele os criou”, afirmou que a Igreja Católica “vê com preocupação a crescente ambiguidade quanto à identidade sexual, que vai tomando conta da cultura”.

“Não é possível que a natureza tenha errado ao moldar o ser humano como homem e mulher. Isso tem um significado e é preciso descobri-lo e levá-lo a sério”, afirmava Dom Odilo.

“Para quem deseja a verdade e busca conformar sua vida ao desígnio de Deus, permanece o convite a se deixar conduzir pela luz da Palavra de Deus e pelo ensinamento da Igreja também no tocante à moral sexual. O 6º mandamento da Lei de Deus (“não pecar contra a castidade”) não foi abolido e significa, positivamente, viver a sexualidade de acordo com o desígnio de Deus”, concluía Dom Odilo no seu artigo publicado no dia 21 de junho no Jornal Arquidiocesano O São Paulo.




Comentários no Facebook:

comments

Anteriores

26 – A Resposta Católica: “Por que Deus permite o sofrimentos de seus filhos?”

Próximo

Eucaristia é antídoto contra individualismo

9 Comentários

  1. elio carrara

    Acho muito coerente a crítica de D Odilo e classifico-a de muito branda, dado ao tamanho do desrespeito com que os pseudos "cidadãos" , usam a liberdade de expressão, para ofenderem àqueles que tem suas crenças, e devem ser respeitadas. Mais uma vez concordo com D Odilo: uma infeliz e desastrosa manifestação , . Parabens Cardea D Odilo

  2. vera

    Perfeito as palavras do cardeal sherer , realmente me sinto perdida nesse mundo , tenho medo do futuro que nso espera, afinal tenho dois filhos lindos , criados na lei de Deus , e hoje o que se ve , em jornais , revistas , é a propagaçao da homossexualidade , como algo totalmente normal. Se eu como cidadã brasileira expor minha opinião contraria a homosexualidade , ja sou uma criminosa, homofobica. E o que estao fazendo conosco , com nossas familias , impondo a vontade , o jeito de ser deles? Nós cristaos e familia nao podemos ser contra agora eles podem debochar de nossa fé, de nossas familias, realmente peço muito a Deus que cuide de nós , e perdao as pessoas que se pedem nesse mundo.

  3. negreiros

    Não podemos nos calar diante dessas ofensas, dessas semvergonhices discaradas principalmente por parte de um Judiciário corrompido com a natureza, o moral, o bom costume e a família. Me causa estranheza tanta libertinagem nesse governo da Dilma. E ainda vem por ai a liberação da maconha sem falar que mudanças na lei recentemente, agora dia 04/07 só aqui em Brasilia cerca de 200 a 300 presidiários serao soltos! E em todo o Brasil. VERGONHA NACIONAL ESSE JUDICIÁRIO

  4. Bom dia Cardeal com todo respeito venho dizer que não sou catolico, mas acho que esta manifestação e uma pouca vergonha, esta contra dizendo a palavra de Deus amem fica com Deus e ate mais.

  5. costa

    A atitude dos organizadores da parada gay, foi bem clara atigir todos os crístãos em especial os VERDADEIROS CATÓLICOS, que não concorda com a prática diabólica do homossexualismo.

  6. jose evangelista do

    vai aque o meu apoio ao nosso bom servidor de JESUS ..cardeal scherer..em primeiro lugar essa é minha opnião..clacifico como uma aberração.esses atos que vai contra a natureza .não podemos usar nossa liberdade p/ a praticas de aberrações..
    vejam em (romanos 1,25-27)
    diz..eles trocaram a verdade de DEUS pela mentira,e adoraram e serviram à criatura em lugar do CRIADOR ,que é bendito p/ sempre.amém.por isso,DEUS entregou os homens a paixões vergonhosas: suas mulheres mudaram a relação natural em relação contra a natureza.Os homens fizeram o mesmo:deixaram a relação natural com a mulher e arderam de paixão uns com os outros,cometendo atos torpes entre si,recebendo dessa maneira em si próprios a paga pela sua aberração.jose ,,são paulo..

  7. Elaine

    Sábias palavras do Dom Odilo, afinal quem tanto luta por "respeito" devia respeitar a fé dos outros.

    Esse foi um verdadeiro absurdo ofensivo a nossa fé, sem fala do uso das santas palavras do Evangelho.

  8. Paulo Brito

    Concordo plenamente com Dom Odílio,afinal quem luta por direitos e igualdades,deve em primeiro lugar respeitar o direito dos outros e tambem dar -se o respeito.O que se viu e que se vê num evento deste é muita falta de vergonhoa e respeito.

  9. André Jimenes

    O que se pode esperar dos homossexuais?

    São devassos, deletérios e irão combater o Catolicismo com todas as forças do mal.

    Governos, parlamentares e empresarios estao unidos com a propaganda homossexual – há exceçoes.

    Outro dia, assistindo uma missa, deparei-me com um homossexual fazendo a leitura no Altar.

    A Igreja não PODE colocar estes maus exemplos de conduta, estes depravados e promíscuos homossexuais no Altar, sob pena, de serem seguidos exemplarmente por jovens ainda em sua formaçao moral e ética.

    Conversando com uma evangelica, aprovei a conduta dos pastores. "NÃO ACEITAM HOMOSSEXUAIS EM SUAS IGREJAS"

    Salvo se mudarem a conduta.

    É inaceitavel ver GLST desfilando nas missas com seus jeitos e trejeitos provocativos.

    Os padres devem dizer o mal que é ser homossexual e citar as passagens bíblicas.

    Urge atitudes energicas contra a impregnação dos devassos homossexuais nas Igrejas.

    O ápice do anti-cristianismo dos homossexuais é que hoje destroem a FAMÍLIA e querem destruir a IGREJA cATÓLICA.

    Ou a Igreja Católica "bate de frente" contra as novelas, paradas gays, kits gays, Gays em suas Igrejas, ou será nulo a ida à Igreja.

Deixe uma resposta

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén