Afirma Dom Carlos Verzeletti, bispo da diocese de Castanhal

KÖNIGSTEIN (Alemanha), terça-feira, 20 de junho de 2006 (ZENIT.org).- «Estamos perdendo nossos jovens fiéis hoje em dia nas escolas, universidades e no âmbito profissional, enquanto as seitas estão cheias de adolescentes», afirma Dom Carlos Verzeletti, bispo da diocese de Castanhal (Estado do Pará, nordeste do Brasil).

Em recente visita à entidade assistencial Ajuda à Igreja que Sofre, na Alemanha, o bispo disse que «no entanto, os bispos brasileiros estão agora convencidos de que há mil formas de evangelizar os jovens». Neste sentido, enfatizou na importância dos novos movimentos eclesiais.

De fato, a CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) dedicou sua Assembléia Geral passada, que se realizou em maio, a discutir o tema da evangelização da juventude.

Os bispos formataram um subsídio, um estudo, que agora circula pelas paróquias, pelos grupos e comunidades. Após o texto fermentar com novas idéias, retornará às instâncias episcopais responsáveis em âmbito nacional.

Só então um documento oficial sobre a evangelização da juventude deve ser publicado pelo organismo episcopal brasileiro. O texto é esperado para 2007 ou até mesmo 2008.

Dom Verzeletti comunicou a AIS sua intenção de criar grupos de oração para os jovens em sua diocese.

«Além disso, a diocese pretende publicar breves subsídios catequéticos para a juventude. O primeiro, intitulado ?Em Cristo, livre do pecado?, tem por objetivo fortalecer a dimensão ética de nosso trabalho pastoral com os jovens», disse.

Para o bispo, também tem grande importância o trabalho realizado pelos diáconos permanentes na diocese. «Pelo momento, contamos com 60 candidatos», afirmou.

Referiu-se ainda ao trabalho dos meios de comunicação católicos. Concretamente, a Fundação Nazaré, criada em 1995 pelo próprio prelado, gerencia uma emissora de rádio e um canal de televisão na região do Amazonas, assim como um periódico católico semanal e um site www.fundacaonazare.com.br.

Veja tambem  Sínodo acolhe magistério de patriarca ortodoxo pela primeira vez



Comentários no Facebook:

comments