«De sua concepção até sua morte natural»

CIDADE DO VATICANO, quarta-feira, 6 de maio de 2009 (ZENIT.org).- O Papa Bento XVI pediu hoje aos médicos católicos que a defesa da vida constitua para eles «um eloquente testemunho de solidariedade humana e cristã».

Bento XVI se dirigiu a um numeroso grupo de médicos católicos italianos presentes entre os peregrinos reunidos na Praça de São Pedro para a audiência geral, entre eles a Associação Italiana de Médicos Católicos e o Grupo de Médicos Católicos vinculados ao sindicato católico majoritário na Itália. 

O Papa exortou os médicos a que coloquem sua atuação «ao serviço do ser humano, desde sua concepção até sua morte natural». 

A defesa da vida deve ser o «eloquente testemunho» dos médicos católicos, explicou. 

O pontífice os convidou a «prosseguir com generosidade vosso precioso serviço à vida, valor fundamental no qual se refletem a sabedoria e o amor de Deus». 

«Que vosso trabalho se enriqueça cada dia com um profundo espírito de fé e vos animem a fidelidade e a coerência com os princípios que devem inspirar a atividade de todo médico», concluiu.




Comentários no Facebook:

comments

Veja tambem  São Bonifácio da Germânia