VATICANO, 25 Mai. 07 / 12:00 am (ACI).- Diversos artigos da imprensa italiana, inclusive aqueles pouco simpatizantes do Santo Padre, reconheceram que o discurso que o Papa Bento XVI pronunciou ontem ante o episcopado italiano demonstra a surpreendente familiaridade do Pontífice com a complexa realidade italiana.

Fala da Itália como se a conhecesse melhor que nós“, intitulou em um editorial o jornal católico italiano Avvenire, resumindo a reação da imprensa local ante o discurso do Pontífice aos membros da Conferencia Episcopal Italiana (CEI) onde abordou não só os numerosos desafios pastorais que enfrentam os bispos italianos, mas também o papel histórico do catolicismo na constituição da nação e o direito da Igreja a participar do âmbito público e na construção da sociedade.

Já não se trata de um Papa novo. Bento XVI fala com os bispos italianos como quem se sente dentro desta Igreja, da qual é o Primaz, além de Pontífice”, escreve o jornalista Dino Boffo. “A conhece inclusive de maneira pessoal”, adicionou.

Boffo elogiou além disso “o olho do Papa estrangeiro que consegue ver aquilo que nós italianos não vemos, mas longe de elogiar, pede que se tenha em conta ‘as dificuldades presentes’ e das ‘insídias que podem crescer’ no marco de uma cultura cada vez mais secularizada”, adiciona.

O jornalista conclui seu comentário recordando como recentemente na cidade de Florência o Presidente da Itália sugeriu energicamente prestar atenção às sugestões e chamadas da Igreja. “trata-se de uma advertência que certamente se volta ainda mais significativa em seguida do encontro de ontem com os bispos italianos”, conclui.




Comentários no Facebook:

comments

Veja tambem  O "Paganismo" da Igreja Católica