Ronald Garan, tripulante do Discovery Shuttle

CIDADE DO VATICANO, quarta-feira, 24 de junho de 2009 (ZENIT.org).- Entre os milhares de peregrinos que participaram da audiência geral nesta quarta-feira, na Praça de São Pedro, Bento XVI cumprimentou o astronauta americano Ronald Garan, quem levou uma relíquia de Santa Teresinha ao espaço a bordo do Discovery Shuttle.

A esta relíquia, que se encontra em órbita há um ano, será acrescentada outra que o próprio coronel Garan levará na próxima missão, programada para março de 2011, na estação espacial internacional.

Segundo contou o coronel da NASA, antes de empreender a missão espacial, de 31 de maio a 14 de junho do ano passado, para transportar e acrescentar o módulo de laboratório japonês Kibo (Esperança) à Estação Espacial Internacional, ligou para as religiosas da comunidade carmelita de New Caney (Texas) para pedir-lhes orações e lhes disse que poderia levar algum pequeno objeto ao espaço, em nome da comunidade.

A comunidade se lembrou das palavras de Santa Teresinha: “Sinto a vocação de apóstolo… Eu gostaria de percorrer a terra, pregar o teu nome e plantar sobre o solo infiel a tua cruz gloriosa. Mas, meu Amado, uma só missão não me bastaria! Eu gostaria de anunciar ao mesmo tempo o teu Evangelho nas cinco partes do mundo, e até nas ilhas mais remotas…”.

Com esta invocação, as carmelitas não hesitaram em entregar ao astronauta uma relíquia de Santa Teresinha.

Garan, com seus familiares, também criou a Manna Energy Foundation que, com tecnologia da NASA e o financiamento da ONU, desenvolveu um sistema para tornar potável a água das aldeias da Ruanda e instalar painéis solares em escolas e hospitais.




Comentários no Facebook:

comments

Veja tambem  Se Pedro é a Pedra, por que Paulo diz que a Pedra era Cristo?