TORONTO, 24 Set. 07 / 12:00 am (ACI).- Ellen Burstyn, conhecida por seu papel de angustiada mãe em “O Exorcista”, revelou em uma recente entrevista que o pior momento de sua vida foi submeter-se a um aborto quando era muito jovem.

Burstyn, que acaba de publicar suas memórias em um livro, conversou com a rádio CFRB de Toronto sobre sua publicação “Lessons of Becoming Myself” e narrou episódios de sua longa e bem-sucedida carreira no cinema.

A Burstyn, de 74 anos de idade, perguntaram-lhe qual foi o momento “mais baixo” de sua vida e o entrevistador lhe mencionou o fato de ter sido mãe solteira, as brigas com seu filho e outros dramas.

A atriz disse: “Sabe, ódio falar disto no ar, mas foi me submeter a um aborto. Foi uma experiência extremamente dolorosa“.

O entrevistador lhe perguntou se sentiu que não tinha outra opção. “Nesse momento era apenas jovem e tola, realmente não queria ter um bebê nesse momento. Foi incorreto fazê-lo e realmente não o compreendi até depois. Isso foi muito doloroso, provavelmente o pior”, respondeu Burstyn.




Comentários no Facebook:

comments

Veja tambem  Dupla vítima de aborto: "consegui me perdoar graças à fé"