Ateu homossexual agradece ajuda do Bispo espanhol atacado pelo lobby gay

Dom Juan Antonio Reig Pla, Bispo de Alcalá (Espanha) ALCALÁ DE HENARES, 13 Jul. 11 / 11:35 am (ACI/EWTN Noticias)

Um ateu homossexual se uniu à longa lista de pessoas agradecidas ao Bispo de Alcalá (Espanha), Dom Juan Antonio Reig Pla, que foi atacado por diversos meios e pelo lobby gay após inaugurar uma seção de ajuda para pessoas homossexuais chamada “Homossexualidade e esperança” na página web de sua diocese no fim de junho.

Logo depois de receber uma série de ataques provenientes do lobby gay, dos meios seculares como o jornal El Pais e de ideólogos gays do PSOE como Pedro Zerolo, um numeroso grupo de pessoas escreveu ao Bispo Reig Pla para expressar seu apoio à iniciativa de ajuda aos homossexuais que pode ser acessada no link: http://www.obispadoalcala.org/homosexualidad.html

Como parte deste apoio, o grupo Es Posible la Esperanza (É possível a Esperança), ou EPE por suas siglas, animou a que mais pessoas a expressem sua solidariedade e apoio ao Prelado. Uma destas mensagens chegou da Venezuela, de parte de um jovem homossexual de nome Jesus, que reconhece “não ser crente (sou ateu). Admiro altamente sua coragem por ter iniciado uma nova página, para ajudar a divulgar a verdade sobre o tema da homossexualidade”.

Este tema, prossegue, “foi manipulado pelos meios, organizações, governos e empresas, em busca de benefícios econômicos e políticos e em detrimento da verdade e o bem-estar, de todos os indivíduos que temos estes sentimentos, e sobre tudo aos que não queremos viver com isto, mas levar uma vida normal e em paz com nós mesmos e com a natureza”.

Jesus assinala ademais que com esta perspectiva manipulada pelos meios e diversas organizações e governos “também se prejudica altamente as crianças e jovens com problemas de identidade sexual e que cada vez mais, são arrastados por esta onda de ignorância generalizada mesmo que no fundo para a maioria deles, a vida gay na verdade não é o que eles desejam”.

Veja tambem  São Leão I Magno de Roma

“É por isso que todas essas iniciativas são bem-vindas, especialmente se vierem da igreja, e que graças a seu poder de convocação pode chegar a mais pessoas. Não resta mais o quê fazer a não ser seguir no caminho da verdade e recordando uma frase de Jesus (não sou religioso, mas um estudioso dos textos) ‘e conhecerão a verdade, e a verdade os fará livres’ (Jo 8:32)”.

O rapaz venezuelano assinala logo que “já fica na consciência das pessoas que se opõem a ver a verdade empírica, científica e evidente, e preferem condenar com o véu da ignorância”.

“A verdade se fez luz, e quanto mais se publique e se propague mais perto estaremos do momento em que seja reconhecida (por toda a sociedade) seriamente a possibilidade de mudança que querem ocultar, sobretudo a comunidade pró-gay, porque é mais cômodo simplesmente negar que aceitar que é possível mudar, e sobre tudo porque é preciso uma enorme consciência e força de vontade, que a maioria infelizmente não possui”.

O ensinamento da Igreja sobre a Homossexualidade

A doutrina católica em relação à homossexualidade está resumida em três artigos do Catecismo da Igreja Católica; 2357, 2358 e 2359. Nestes artigos a Igreja ensina que:

Os homossexuais “Devem ser acolhidos com respeito, compaixão e delicadeza. Evitar-se-á, em relação a eles, qualquer sinal de discriminação injusta”.

A homossexualidade, como tendência é “objetivamente desordenada”, que “constitui, para a maior parte deles (os homossexuais), uma provação”.

Apoiada na Sagrada Escritura “a Tradição declarou sempre que “os atos homossexuais são intrinsecamente desordenados”, “não procedem de uma verdadeira complementaridade afetiva e sexual” e portanto “não podem receber aprovação em nenhum caso”.

“As pessoas homossexuais são chamadas à castidade” e “pelo apoio duma amizade desinteressada, pela oração e pela graça sacramental, podem e devem aproximar-se, gradual e resolutamente, da perfeição cristã”.

Veja tambem  Importância da devoção mariana para as vocações

Mais informação em espanhol: http://www.obispadoalcala.org/homosexualidad.html

Para ver mais testemunhos de apoio ao Bispo visite: http://esposiblelaesperanza.com/foros/showthread.php?t=7994




Comentários no Facebook:

comments

Anteriores

Organizadores da JMJ 2011 divulgam estudo sobre o perfil dos jovens que participarão no evento

Próximo

29 – A Resposta Católica: “Pluralismo dentro da Igreja”

4 Comentários

  1. Angela Mariah Carval

    Infelizmente os homossexuais e a sociedade especialmente a mídia , nos cobra , e, muito , se fala até em prisão se um homossexual se sentir ofendido ou constrangido; eu me pergunto: Eles podem fazer o que quiserem e nada acontecem com eles! Isso é injusto , somente eles tem seus direitos protegidos? Por que? Que democracia é essa que só vale pra eles? E os nossos direitos ? E a nossa segurança? Vejo que stá tudo invertido! Isso me indigna e muito!!!

  2. Angela Mariah Carval

    Este ateu, no fundo vnão é um ateu como ele diz , pois no fundo o amor de Deus falou dentro do coração dele, parabéns , que Deus o abençoe abundantemente, e que ele seja tocado sempre pela força e o poder do Espírito Santo para defender as causas e situações injustas que , principalmente vêm atacando a Igreja! Amém!!!

  3. silvana

    Hommossesuais é opção de vida infelizmente são pessoas doentes espiritualmente e precisam de ajuda embora não admitam, querem impor à sociedade a violar os principios morais.So ha uma pessoa que pode ajuda-los essa pessoa é JESUS caso contrario seguirão no erro até sei la quando e assim receberão a recompensa da desobediencia porque a palavra de DEUS diz que a recompensa ou melhor que o salario do pecado é a morte.Bom se fosse para considerar essa ordem DEUS não teria criado ADÃO e EVA teria criado Adão e Ivo amém fiquem com DEUS.

Deixe uma resposta

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén