1. Tu que habitas ao amparo do Altíssimo, e vives à sombra do Omnipotente,

2. diz a Javé: «Meu refúgio, minha fortaleza, meu Deus, eu confio em Ti!»

3. Ele te livrará do laço do caçador, e da peste destruidora.

4. Ele te cobrirá com as suas penas, e debaixo das suas asas te refugiarás. O seu braço é escudo e armadura.

5. Não temerás o terror da noite, nem a flecha que voa de dia,

6. nem a epidemia que caminha nas trevas, nem a peste que devasta ao meio-dia.

7. Podem cair mil a teu lado e dez mil à tua direita, a ti nada te atingirá.

8. Basta que olhes com os teus próprios olhos, para veres o salário dos injustos,

9. porque fizeste de Javé o teu refúgio e tomaste o Altíssimo como defensor.

10. A desgraça jamais te atingirá, e nenhuma praga vai chegar à tua tenda,

11. pois Ele ordenou aos seus anjos que te guardem nos teus caminhos.

12. Eles levar-te-ão nas mãos, para que o teu pé não tropece em nenhuma pedra.

13. Caminharás sobre cobras e víboras, e pisarás leões e dragões.

14. «Livrá-lo-ei, porque a Mim se apegou. Protegê-lo-ei, pois conhece o meu Nome. Ele invocar-Me-á, e Eu responderei.

15. Na angústia estarei com ele. Hei-de livrá-lo e glorificá-lo.

16. Vou saciá-lo com longos dias e far-lhe-ei ver a minha salvação».






“Para mim, Deus está sempre fixo na minha mente e estampado no meu coração.” São Padre Pio de Pietrelcina

Newsletter

Receba as novidades, artigos e noticias deste portal.