1. A Sabedoria construiu a sua casa, talhando as suas sete colunas.

2. Abateu os seus animais, preparou o vinho e pôs a mesa.

3. Enviou as suas criadas para que anunciassem nos pontos mais altos da cidade:

4. «Os ingénuos venham até aqui. Quero falar aos que não têm juízo.

5. Vinde comer do meu pão e beber do vinho que preparei para vós.

6. Deixai de ser ingénuos, e vivereis; andai pelos caminhos da inteligência».

7. Quem corrige o zombador, atrai o seu desprezo; e quem repreende o injusto, atrai o insulto.

8. Não repreendas o zombador, porque ele te odiará. Repreende o sábio, pois ele te agradecerá.

9. Dá um conselho ao sábio, e ele tornar-se-á mais sábio ainda. Dá instrução ao justo, e ele aprenderá ainda mais.

10. O princípio da sabedoria é o temor de Javé, e conhecer o Santo é inteligência.

11. Por meio de mim, prolongarás os teus dias, e terás mais anos de vida.

12. Se fores sensato, a vantagem será tua; se fores zombador, o azar será teu.

13. A senhora Insensatez é irrequieta, é uma ingénua que não conhece nada.

14. Ela fica sentada à porta de casa, num banco de onde domina a cidade.

15. Daí, ela chama os que passam e seguem o seu caminho:

16. «Ó ingénuos, vinde cá. Quero falar aos que não têm juízo.

17. A água roubada é mais doce, e o pão comido às escondidas é mais saboroso».

18. Eles não sabem que na casa dela estão os mortos, e que os seus convidados vão para o reino dos mortos.






“Para consolar uma alma na sua dor, mostre todo o bem que ela ainda pode fazer”. São Padre Pio de Pietrelcina

Newsletter

Receba as novidades, artigos e noticias deste portal.