1. Jericó estava fechada e bem trancada por causa dos israelitas. Ninguém saía e ninguém entrava.

2. Javé disse a Josué: «Vê! Eu entrego na tua mão a cidade de Jericó, juntamente com o rei e os soldados.

3. Vós, todos os guerreiros, rodeai a cidade, dando uma volta ao redor. Fazei isso durante seis dias.

4. Sete sacerdotes levarão sete trombetas à frente da arca; no sétimo dia dai sete voltas em torno da cidade, e os sacerdotes tocarão as trombetas.

5. Quando for dado um toque longo e ouvirdes o toque da trombeta, todo o povo lançará o grito de guerra: as muralhas da cidade desabarão, e o povo a assaltará, cada um do seu lugar».

6. Josué, filho de Nun, convocou os sacerdotes e deu-lhes esta ordem: «Levai a arca da aliança; sete sacerdotes levem também sete trombetas à frente da arca de Javé».

7. E em seguida disse ao povo: «Ide e rodeai a cidade. Os guerreiros marchem à frente da arca de Javé».

8. E foi feito como Josué havia orde-nado ao povo. Sete sacerdotes com sete trombetas puseram-se em marcha à frente de Javé e começaram a tocar as trombetas. A arca da aliança de Javé ia atrás deles.

9. Os guerreiros iam à frente dos sacerdotes que tocavam as trombetas. O restante ia atrás da arca; todos marchavam ao som das trombetas.

10. Josué tinha ordenado ao povo: «Não lanceis o grito de guerra. Permanecei em silêncio. Não digais uma única palavra até que eu vos mande gritar. Só então gritareis».

11. A arca de Javé rodeou a cidade, dando uma volta. Depois voltaram ao acampamento, onde pernoitaram.

12. Josué levantou-se de madrugada, e os sacerdotes levaram a arca de Javé;

13. os sete sacerdotes que levavam as sete trombetas iam à frente da arca de Javé, tocando as trombetas. Os guerreiros iam à frente dos sacerdotes que tocavam as trombetas. O restante ia atrás da arca de Javé; todos marchavam ao som das trombetas.

14. No segundo dia, rodearam a cidade uma vez e depois voltaram para o acampamento. Fizeram isso durante seis dias.

15. No sétimo dia, ao romper da aurora, levantaram-se e rodearam a cidade sete vezes, do mesmo modo. (Somente no sétimo dia rodearam a cidade sete vezes).

16. Na sétima volta, os sacerdotes tocaram as trombetas. Então Josué disse ao povo: «Gritai, porque Javé vos entregou a cidade.

17. A cidade, com tudo o que nela existe, será consagrada ao extermínio em honra de Javé. Só ficarão com vida a prostituta Raab e todos os que estiverem com ela em casa, pois ela escondeu os mensageiros que enviámos.

18. Quanto a vós, cuidado com as coisas consagradas ao extermínio; não pegueis naquilo que consagrastes ao extermínio. Isso faria com que o acampamento de Israel se tornasse consagrado ao extermínio, trazendo-lhe a desgraça.

19. Toda a prata, ouro, objectos de bronze e de ferro serão consagrados a Javé e destinados ao tesouro de Javé».

20. O povo lançou o grito e tocaram-se as trombetas. Ao ouvir o toque de trombeta, o povo deu um grande grito e as muralhas da cidade desmoronaram-se. O povo entrou na cidade, cada um do seu lugar, e tomou a cidade.

21. Consagraram ao extermínio tudo o que havia na cidade: homens e mulheres, jovens e velhos, vacas, ovelhas e burros; passaram tudo ao fio da espada.

22. Josué disse, então, aos dois homens que haviam espionado a terra: «Ide à casa da prostituta e retirai-a de lá, com tudo o que estiver com ela, conforme lhe prometestes».

23. Os espiões foram e retiraram Raab, juntamente com o pai, a mãe, os irmãos e tudo o que ela possuía. Tiraram também todo o seu clã e deixaram-no fora do acampamento de Israel.

24. Incendiaram a cidade e tudo o que nela havia. Quanto à prata, o ouro, os objectos de bronze e de ferro, levaram-nos para o tesouro de Javé.

25. Josué conservou a vida da prostituta Raab, bem como a família de seu pai e tudo o que possuíam. Ela permanece no meio de Israel até ao dia de hoje, por ter escondido os mensageiros que Josué tinha enviado para espionar Jericó.

26. Nesse tempo, Josué fez um juramento: «Seja maldito por Javé quem reconstruir esta cidade: os alicerces custar-lhe-ão o primogénito e as portas custar-lhe-ão o filho mais novo».

27. Javé estava com Josué e a sua fama correu por toda a terra.






O maldito “eu” o mantém apegado à Terra e o impede de voar para Jesus. São Padre Pio de Pietrelcina

Newsletter

Receba as novidades, artigos e noticias deste portal.