1. A fé é um modo de já possuir aquilo que se espera, é um meio de conhecer realidades que não se vêem.

2. Foi por causa da fé que os antigos foram aprovados por Deus.

3. Pela fé, sabemos que a Palavra de Deus formou os mundos; foi assim que aquilo que vemos se originou de coisas invisíveis.

4. Pela fé, Abel ofereceu a Deus um sacrifício melhor que o de Caim. E, por causa da fé, ele foi declarado justo, e o próprio Deus afirmou que aceitava os seus dons. Embora estando morto, Abel continua a falar pela sua fé.

5. Pela fé, Henoc foi levado, para que não experimentasse a morte. E nunca mais foi encontrado, porque Deus o levou; e, antes de ser levado, foi dito que ele agradava a Deus.

6. Mas é impossível agradar a Deus sem a fé. De facto, quem se aproxima de Deus deve acreditar que Ele existe e que recompensa aqueles que O procuram.

7. Pela fé, ao ser avisado divinamente sobre coisas que ainda não via, Noé tomou o aviso a sério e construiu uma arca para salvar a sua família. Por essa fé, condenou o mundo e tornou-se herdeiro da justiça que provém da fé.

8. Pela fé, Abraão, chamado por Deus, obedeceu e partiu para um lugar que deveria receber como herança. E partiu sem saber para onde.

9. Pela fé, foi residir como estrangeiro na Terra Prometida. Morou em tendas juntamente com Isaac e Jacob, que também eram herdeiros da mesma promessa.

10. Abraão esperava a cidade bem alicerçada, cujo arquitecto e construtor é o próprio Deus.

11. Foi pela fé que também Sara, embora sendo velha, se tornou capaz de ter uma descendência, pois acreditou em Deus que lhe havia prometido isso.

12. Assim, de um só homem, que estava praticamente morto, nasceu uma descendência tão numerosa como as estrelas do céu e inumerável como os grãos de areia da praia do mar.

13. Todos eles morreram na fé. Não conseguiram a realização das promessas, mas só as viram e saudaram de longe; e confessaram que eram estrangeiros e peregrinos sobre a Terra.

14. Falando assim, demonstraram que estavam em busca de uma pátria.

15. Se pensassem que essa pátria era aquela de onde tinham saído, teriam a possibilidade de voltar para lá.

16. Mas não; eles aspiravam por uma pátria melhor, isto é, a pátria celeste. Por isso, Deus não Se envergonha de ser chamado seu Deus; na verdade, Deus preparou-lhes uma cidade.

17. Pela fé, Abraão, colocado à prova, ofereceu Isaac; e justamente ele, que havia recebido as promessas, ofereceu o seu único filho,

18. do qual fora dito: «De Isaac sairá uma descendência que terá o teu nome».

19. De facto, Abraão pensava que Deus é capaz de ressuscitar os mortos. Por isso, Abraão recuperou o seu filho. E isso tornou-se um símbolo.

20. Pela fé, Isaac abençoou Jacob e Esaú, também a respeito de coisas futuras.

21. Pela fé, Jacob, agonizante, abençoou cada um dos filhos de José, e prostrou-se, apoiando-se na extremidade do seu bastão.

22. Pela fé, José mencionou, já no fim da vida, o êxodo dos filhos de Israel, e deu ordens sobre o que deveria ser feito com o seu cadáver.

23. Pela fé, Moisés recém-nascido foi escondido pelos seus pais durante três meses, porque viram que o menino era bonito. Eles não tiveram medo do decreto do rei.

24. Pela fé, quando já era adulto, Moisés recusou ser chamado filho da filha do Faraó;

25. preferiu ser maltratado com o povo de Deus, a gozar por pouco tempo os prazeres do pecado.

26. Fez isto porque considerava a humilhação de Cristo uma riqueza maior do que os tesouros do Egipto; de facto, olhava para a recompensa.

27. Pela fé, Moisés deixou o Egipto, sem temer a ira do rei; permaneceu firme, como se visse o invisível.

28. Pela fé, celebrou a Páscoa e marcou as portas com sangue, para que o exterminador não matasse os primogénitos de Israel.

29. Pela fé, atravessaram o Mar Vermelho como se fosse terra seca, enquanto os egípcios, tentando passar, se afogaram.

30. Pela fé, caíram os muros de Jericó, após as voltas ao seu redor durante sete dias.

31. Pela fé, a prostituta Raab não morreu com os incrédulos, porque acolheu bem os espiões israelitas.

32. Que mais posso dizer? Faltar-me-ia tempo, se quisesse falar de Gedeão, de Barac, de Sansão, de Jefté, de David, de Samuel e dos profetas.

33. Graças à fé, eles conquistaram reinos, implantaram a justiça, alcançaram as promessas, fecharam as bocas dos leões,

34. apagaram a violência do fogo, escaparam ao fio da espada, extraíram força da sua própria fraqueza, mostraram-se valentes na guerra e expulsaram invasores estrangeiros.

35. E algumas mulheres recuperaram os seus mortos, por meio da ressurreição. Outros foram esquartejados, recusando a libertação que lhes era oferecida, a fim de alcançarem uma ressurreição mais valiosa.

36. Outros, enfim, foram humilhados e espancados, amarrados e lançados na prisão.

37. Foram apedrejados, serrados ao meio, mortos ao fio de espada. Andaram errantes, vestidos de peles de ovelha e de cabra, necessitados, atribulados, maltratados.

38. Esses homens tinham que vaguear por desertos e montanhas e refugiar-se em grutas e buracos. O mundo não era digno deles!

39. Todos eles foram aprovados por Deus por causa da fé que tinham. Mas nenhum deles alcançou a promessa.

40. Deus preparou-nos algo de melhor, a fim de que, sem nós, eles não obtivessem a perfeição.







“A pessoa que nunca medita é como alguém que nunca se olha no espelho e, assim, não se cuida e sai desarrumada. A pessoa que medita e dirige seus pensamentos a Deus, que é o espelho de sua alma, procura conhecer seus defeitos, tenta corrigi-los, modera seus impulsos e põe em ordem sua consciência.” São Padre Pio de Pietrelcina

Newsletter

Receba as novidades, artigos e noticias deste portal.