1. Você que habita ao amparo do Altíssimo, e vive à sombra do Onipotente,

2. diga a Javé: "Meu refúgio, minha fortaleza, meu Deus, eu confio em ti!"

3. Ele livrará você do laço do caçador, e da peste destruidora.

4. Ele o cobrirá com suas penas, e debaixo de suas asas você se refugiará. O braço dele é escudo e armadura.

5. Você não temerá o terror da noite, nem a flecha que voa de dia,

6. nem a epidemia que caminha nas trevas, nem a peste que devasta ao meio-dia.

7. Caiam mil ao seu lado e dez mil à sua direita, a você nada atingirá.

8. Basta que você olhe com seus próprios olhos, para ver o salário dos injustos,

9. porque você fez de Javé o seu refúgio e tomou o Altíssimo como defensor.

10. A desgraça jamais o atingirá, e praga nenhuma vai chegar à sua tenda,

11. pois ele ordenou aos seus anjos que guardem você em seus caminhos.

12. Eles o levarão nas mãos, para que seu pé não tropece numa pedra.

13. Você caminhará sobre cobras e víboras, e pisará leões e dragões.

14. "Eu o livrarei, porque a mim se apegou. Eu o protegerei, pois conhece o meu nome. Ele me invocará, e eu responderei.

15. Na angústia estarei com ele. Eu o livrarei e glorificarei.

16. Vou saciá-lo de longos dias e lhe farei ver a minha salvação".









“Devemos odiar os nossos pecados, visto que o amor ao Senhor significa paz”. São Padre Pio de Pietrelcina

Newsletter

Receba as novidades, artigos e noticias deste portal.