1. Ouvi, pois, ó reis, e entendei; aprendei vós que governais o universo!

2. Prestai ouvidos, vós que reinais sobre as nações e vos gloriais do número de vossos povos!

3. Porque é do Senhor que recebestes o poder, e é do Altíssimo que tendes o poderio; é ele que examinará vossas obras e sondará vossos pensamentos!

4. Se, ministros do reino, vós não julgastes eqüitativamente, nem observastes a lei, nem andastes segundo a vontade de Deus,

5. ele se apresentará a vós, terrível, inesperado, porque aqueles que dominam serão rigorosamente julgados.

6. Ao menor, com efeito, a compaixão atrai o perdão, mas os poderosos serão examinados sem piedade.

7. O Senhor de todos não fará exceção para ninguém, e não se deixará impor pela grandeza, porque, pequenos ou grandes, é ele que a todos criou, e de todos cuida igualmente;

8. mas para os poderosos o julgamento será severo.

9. É a vós, pois, ó príncipes, que me dirijo, para que aprendais a Sabedoria e não resvaleis,

10. porque aqueles que santamente observarem as santas leis serão santificados, e os que as tiverem estudado poderão justificar-se.

11. Anelai, pois, pelas minhas palavras, reclamai-as ardentemente e sereis instruídos.

12. Resplandescente é a Sabedoria, e sua beleza é inalterável: os que a amam, descobrem-na facilmente.

13. Os que a procuram encontram-na. Ela antecipa-se aos que a desejam.

14. Quem, para possuí-la, levanta-se de madrugada, não terá trabalho, porque a encontrará sentada à sua porta.

15. Fazê-la objeto de seus pensamentos é a prudência perfeita, e quem por ela vigia, em breve não terá mais cuidado.

16. Ela mesma vai à procura dos que são dignos dela; ela lhes aparece nos caminhos cheia de benevolência, e vai ao encontro deles em todos os seus pensamentos,

17. porque, verdadeiramente, desde o começo, seu desejo é instruir, e desejar instruir-se é amá-la.

18. Mas amá-la é obedecer às suas leis, e obedecer às suas leis é a garantia da imortalidade.

19. Ora, a imortalidade faz habitar junto de Deus;

20. assim o desejo da Sabedoria conduz ao Reino!

21. Se, pois, cetros e tronos vos agradam, ó vós que governais os povos, honrai a Sabedoria, e reinareis eternamente.

22. Mas eu vou dizer o que é a Sabedoria e como ela nasceu. Não vos esconderei os seus mistérios; mas investigá-la-ei até sua mais remota origem; porei à luz o que dela pode ser conhecido, e não me afastarei da verdade.

23. Não imitarei aquele a quem a inveja consome, porque esse tal não tem nada a ver com a Sabedoria:

24. é no grande número de sábios que se encontra a salvação do mundo, e um rei sensato faz a prosperidade de seu povo.

25. Deixai-vos, pois, instruir por minhas palavras, e nelas encontrareis grande proveito.

Bíblia Ave Maria - Todos os direitos reservados.



Livros sugeridos


“O Santo Rosário é a arma daqueles que querem vencer todas as batalhas.” São Padre Pio de Pietrelcina

Newsletter

Receba as novidades, artigos e noticias deste portal.